Ratinho sobre novelas da Globo: "Por que tem homossexuais? Isso irrita"

Apesar da crítica, apresentador diz não ser homofóbico

Publicado em 07/06/2018 às 16h47

O apresentador Ratinho
Foto:Reprodução/SBT
O apresentador Ratinho

Ratinho voltou aos holofotes devido a declarações homofóbicas. Desta vez, o apresentador do SBT repetiu o contexto da declaração sobre a representatividade de homossexuais nas novelas da TV Globo. Em entrevista a "Folha de S. Paulo", ele questionou o motivo de "toda novela da Globo" ter pelo menos um casal de homossexuais.

"A Lei do Amor", "A Força do Querer" e "O Outro Lado do Paraíso" tiveram presença de personagens homossexuais. "Segundo Sol" segue com o mesmo núcleo, com um casal de lésbicas, e o apresentador não poupou as críticas.

Leia também

"Por que toda novela tem que ter um casal de homossexuais?", questionou Ratinho, que completou: "Só acho que a Globo começou a forçar muito. Nenhuma televisão pode exagerar em impor isso. Tudo bem, o homossexual existe. Mas a superexposição irrita o telespectador", disparou ele, destacando o fato de ser liberal e trabalhar com gays.

"Quando está em um contexto, eu concordo. Senão, discordo. Mas pelo amor de Deus. Sou totalmente liberal. Quantos homossexuais trabalham comigo ao meu redor? Tenho um carinho especial por eles", ressaltou ele.

Por fim, ele relembrou o vídeo que falava sobre esse mesmo assunto e negou que seja homofóbico: “Homofóbico é aquele que agride, que não concorda. Acho que tudo tem que ser respeitado. Como eu também tenho que ser respeitado”.

"Quem me conhece sabe que eu respeito todo mundo. O mundo está muito chato! Você não pode brincar. Tem sempre um mala te criticando nas redes sociais. Que escreve melhor e te mói. Porque quando quer bater em alguém, você acha argumentos", concluiu.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online