Fluente em cinco idiomas, Mr. Catra era craque em frases de efeito

Funkeiro morreu neste domingo, aos 49 anos

Publicado em 10/09/2018 às 10h31

Mr. Catra
Foto:Reprodução/Instagram
Mr. Catra

Mr. Catra morreu neste domingo, aos 49 anos, deixando, além dos seus 32 filhos, um legado de alegria. Formado em Direito, ele falava cinco línguas (português, inglês, francês, alemão e hebraico) e era também era um craque das frases de efeitos. Relembre a seguir algumas das melhores tiradas dele em entrevistas e nas redes sociais:

“Deixa os gay ser gay, deixa os gordos comer, deixa as mina dar, deixa eu ter meus filhos. Deixa as pessoas".

"Quem faz careta para o funk hoje é neto de quem discriminou o samba ontem e bisneto de quem condenou a capoeira anteontem".

"Quer romance, vai ler um livro / quer fidelidade, compra um cachorro / quer amor, volta para a casa da mamãe, vagabundo!"

"O funk foi o único movimento cultural que conseguiu nivelar todas as classes sociais. Eu sou operário do funk. Faço três ou quatro shows por noite, ninguém no Brasil trabalha mais do que eu".

"Relacionamento é assim: se não tiver química, física e biologia, vira história".

"Muitos acham melhor ter uma Mercedes e uma casa na praia. Mas a Mercedes e a casa nunca vão te dizer: eu te amo" .

"Para entender uma mulher primeiro tem que entender que não tem como".

"Para o pretinho criado na classe alta, era tão difícil socializar com a playboyzada, como socializar com o pessoal da favela".

"Não faço apologia do crime, falo da realidade da favela".

"Ter dinheiro é fácil, difícil é ter estilo”.

"Faça amor, não faça dieta".

“O senhor é meu pastor e nada me faltará/ vai começar a putaria”.

"A dor do corno não é levar chifre, mas, sim, sustentar a vaca".

Compartilhe



Mais no Gazeta Online