Casado com capixaba, Tunico da Vila voltará ao ES após show na África

Sambista vai fazer show no Carnaval de Mindelo, na África; no fim de março, Tunico e Déborah - que perderam a filha Madalena do Espírito Santo aos 11 dias de idade no fim do ano passado - planejam voltar a morar em Vitória

Publicado em 13/02/2019 às 11h07

Atualizado em 13/02/2019 às 16h39

Foto:Michelle Beff/Divulgação

No próximo dia 5 de março, o sambista Tunico da Vila, casado com a jornalista capixaba Déborah Nicchio Sathler, vai protagonizar no palco principal do Carnaval de Mindelo, na Ilha de São Vicente, capital cultural de Cabo Verde, na África. De lá, o casal volta para Vitória, no Espírito Santo, onde voltará a viver depois de perder a filha Madalena do Espírito Santo dias após o nascimento, vítima de uma doença cardíaca.

Para o fim de março, Tunico e Déborah vão voltar a morar em Vitória. O casal estava no Rio de Janeiro desde o fim de 2018, quando a bebê nasceu e precisou de cuidados especiais em hospitais referências nos tratamentos de cardiopatias pediátricas. No Brasil, neste ano, o sambista vai participar apenas do Desfile das Campeãs, no Camarote Número 1 de Carol Sampaio ao lado de Dudu Nobre e Nelson Sargento.

Nossa casa é em Jardim da Penha (bairro de Vitória, no Espírito Santo). Íamos ficar no Rio se a Madalena precisasse. Não tem mais motivo para continuarmos no Rio
Déborah Nicchio Sathler, jornalista

Na África, Tunico vai fazer o show "com a cara do Brasil", como ele mesmo diz. “Cabo Verde é uma ilha musical com um povo irmão que troca musicalmente com o Brasil as riquezas dos sons e dos ritmos pelo mar. Esse vai e vem de ondas sonoras, dos batuques daqui, dos batuques de lá, do samba daqui, da morna de lá, tudo vem da mesma mãe, a África. Já tive na Ilha do Sal e estou animado para conhecer o Carnaval de Mindelo", adianta, em entrevista ao Gazeta Online.

> Filha de Tunico da Vila com capixaba morre após cirurgia

O sambista destaca que tem contato com a música africana desde os anos 1990, quando começou a fazer turnê em Angola e Cabo Verde - na África - e Portugal. "Quero conhecer o samba que é feito na ilha. Passei por todos os naipes de bateria de escola de samba, minha alma é o samba que canto, a Vila Isabel e o candomblé que levo em meu peito, minhas referências negras que andam comigo. Eu respiro isso", finaliza.

CARNAVAL DE MINDELO

O Carnaval de Mindelo acontece no mesmo período em que no Brasil nós celebramos a nossa folia. Os grupos de carnaval de lá funcionam como as escolas de samba daqui, mas recebem nomes que estão vinculados aos bairros aos que pertencem.

Cenas do Carnaval de Mindelo, na Ilha de São Vicente, capital cultural de Cabo Verde, na África
Foto:Reprodução/Facebook Carnaval de Mindelo
Cenas do Carnaval de Mindelo, na Ilha de São Vicente, capital cultural de Cabo Verde, na África

A festa africana já recebeu até o título de "Brazilim" (ilha com cara de Brasil) pela cantora Cesária Évora, artista de Cabo Verde conhecida internacionalmente.

Foto:Reprodução/Facebook Carnaval de Mindelo

Leia também

Entre os ritmos mais populares cabo-verdianos estão a morna, que lembra o samba-canção; o funaná; o batuko; e a coladera. 

Compartilhe



Mais no Gazeta Online