Anitta reclama de atraso de voo e extravio de bagagem da Avianca

A artista afirmou que seu voo da Costa Rica para o Chile foi cancelado pela aérea

Publicado em 10/05/2019 às 19h29

Atualizado em 10/05/2019 às 20h37

Foto:Reprodução/Instagram @anittasmoves

A cantora Anitta usou sua conta em uma rede social para reclamar do extravio de suas bagagens por parte da companhia aérea Avianca Holdings nesta sexta-feira (10).

A artista afirmou que seu voo da Costa Rica para o Chile foi cancelado pela aérea. "O único voo que chegava a tempo de eu fazer meu show era picotado pela metade e não tinha banco que deitasse, embora a gente tivesse pago por ele", afirmou ela. A cantora está no país para fazer um show com o cantor Maluma.

"As malas não chegaram, e todas as coisas de show, os looks, estava tudo lá", diz. Uma assistente da artista teve de ir a um shopping para comprar as roupas que Anitta deverá usar em sua apresentação em Santiago.

"Vou ligar lá na Avianca e vou falar para eles pagarem essas minhas compras de agora. (..) É a segunda vez que eles fazem isso. Se botar na ponta do lápis, a Avianca já está me devendo umas cinco malas."

Apesar de homônima, a companhia aérea é formalmente separada da Avianca Brasil, que está em recuperação judicial desde dezembro.

Ambas fazem parte do emaranhado de negócios dos irmãos Germán e José Efromovich, reunidos em torno do Synergy Group, que atua nos mercados de aviação, petróleo e gás e outros.

Leia também

José é o controlador da Avianca Brasil, que nasceu em 1998 como Ocean Air e trocou de nome em 2010. Na ocasião, assinou acordo de licença de uso de nome com a Avianca Holdings, que pertence ao irmão Germán.

Quando veio à tona neste mês o pedido de recuperação judicial da Avianca Brasil, a homônima Avianca Holdings apressou-se a emitir um comunicado na Colômbia dizendo que não tinha qualquer relação com a empresa brasileira.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online