Kim Kardashian auxiliou na liberação de 17 presos nos últimos três meses

Empresária contribui com a reforma prisional dos Estados Unidos, aprovada em dezembro do ano passado

Publicado em 08/05/2019 às 19h26

Atualizado em 08/05/2019 às 19h35

A empresária e socialite Kim Kardashian no Met Gala 2019, em Nova York
Foto:Reprodução/Instagram @persian.paparazzi.news
A empresária e socialite Kim Kardashian no Met Gala 2019, em Nova York

De acordo com um levantamento do TMZ, a empresária Kim Kardashian já auxiliou 17 presos a garantirem liberdade nos últimos três meses. Todos cumpriam prisão perpétua sem liberdade condicional por delitos de drogas.

Leia também

A atitude da empresária faz parte da campanha

90 Days of Freedom

(90 dias de liberdade, em português), lançada pela advogada de Kim, Brittany K. Barnett, e cujo objetivo é trabalhar por prisioneiros que receberam sentenças cruéis. Na reportagem do TMZ, são citados exemplos de pessoas que passaram anos na prisão por infrações leves relacionadas à posse de drogas e agora estão livres.

Em março, o site já havia revelado que a empresária estava contribuindo com a reforma prisional dos Estados Unidos, aprovada em dezembro do ano passado. Matthew Charles, por exemplo, cumpriu 20 anos de sua sentença e, após ser liberado, não conseguiu alugar uma residência por conta de seu histórico. Mobilizada, a Kardashian comprometeu-se a ajudá-lo com as despesas dos próximos cinco anos.

Na edição de maio da Vogue americana, Kim revelou que pretende prestar o exame da Ordem dos Advogados dos Estados Unidos para, enfim, exercer a profissão. Ela tem estagiado em uma firma de São Francisco com o objetivo de tirar sua licença em 2022.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online