Peeling de fenol é nova aposta para rejuvenescer sem plásticas

Procedimento menos invasivo que lifting promete pele igual à de recém-nascido

Publicado em 31/05/2019 às 13h02

Melhora a qualidade da pele, suaviza até linhas de expressão mais marcadas, elimina manchas e combate fortemente o melasma além de não ser invasivo. Parece mágica, mas é só peeling de fenol. Apesar de não ser novo no mercado, o procedimento ganhou fama há pouco tempo, quando caiu na graça dos famosos que decidiram apostar nele para rejuvenescer sem precisar de uma recuperação longa ou muito restritiva.

Recentemente, o peeling de fenol voltou à mídia como promessa de substituir plásticas e isso realmente é possível. Até em baixas concentrações, a substância consegue dar um resultado que impressiona e, na web, o que não falta são depoimentos positivos acerca do procedimento, que em alguns casos tem que ser feito até em centro cirúrgico com avaliação cardiológica.

Foto:KindCare/All Dubai/Reprodução

Segundo a dermatologista Patrícia Friço, a diferença do peeling de fenol para os mais tradicionais é basicamente a intensidade do ativo. "Além disso, por ser um peeling mais profundo, não é indicado fazer num curto espaço de tempo. Uma sessão costuma ser o bastante, diferente de outros peelings mais superficiais, como os que são à base de jessner ou ácido retinoico - outros ativos usados nesse tipo de procedimento", destaca.

DURABILIDADE E DOR

O fato é que o fenol, que é o segredo do peeling mais profundo, age intensamente na pele e é justamente por isso que o resultado é uma pele que pode ser comparada à de um recém-nascido. A substância consegue ainda ser duradoura - média de 5 anos quando feita em alta concentração - e é mais indicada para pacientes de peles claras e com muitas rugas ou manchas, como explica Patrícia.

> 5 dicas para cuidar da barba e deixá-la sempre arrumada

A dermatologista Karina Mazzini completa que, para o peeling de fenol, o paciente é sedado por conta do nível de dor do procedimento. "É um peeling diferenciado, que precisa de cuidados. Aos poucos o fenol é aplicado na pele do paciente e, até terminar, todo o processo pode levar até 90 minutos", conclui.

TENDÊNCIA É MENOR CONCENTRAÇÃO

Karina avalia que com o passar dos avanços, as pesquisas passaram a indicar que a tendência era aplicar o fenol em baixas concentrações, que ainda assim conseguem atingir até porções da derme - camada mais profunda da pele. "É como se ele fosse diluído, que é como mais fazemos hoje em dia. Utilizamos dessa forma para melhorar todo o aspecto da pele, em volta da boca, nas pálpebras e tenho até observado que uma sessão de laser fracionado seguido do fenol tem potencializado o efeito dos dois tratamentos, promovendo um resultado ainda mais eficaz", pondera.

A dermatologista Patrícia Friço também acredita que, quando associado com outras terapias, o peeling de fenol pode trazer mais resultados positivos. Ela frisa que muitos pacientes optam por fazer preenchimento e botox logo após o procedimento. "Dessa forma, a pessoa consegue um resultado de rejuvenescimento muito bom, porque vai tratar a pele como um todo, desde a renovação até a volumização", finaliza.

COMO FAZER O PEELING DE FENOL

O passo a passo do peeling de fenol geralmente é o mesmo, mas, de acordo com as dermatologistas consultadas pela reportagem, uma avaliação completa do paciente é necessária para que todas as indicações sejam feitas de forma personalizada.

Mas, em suma, o procedimento se resume a aplicação do ativo e hidratação em seguida, para aliviar os efeitos do pós-fenol.

Leia também

O primeiro passo é sedar o paciente. Isso pode ser feito com comprimidos, via intravenosa, anestesia em forma de creme ou anestesia local em alguns pontos mais sensíveis. Em seguida, o profissional usa um instrumento que auxilia na aplicação do fenol, que será aos poucos passado na pele. Aos poucos, os locais que recebem a substância começam a ficar com aspecto branco ou acinzentado.

Depois que é aplicado, o fenol fica na pele. Em alguns casos é aplicado uma máscara oclusiva, mas quase sempre é usado alguma loção calmante para aliviar os efeitos do procedimento. Logo depois do processo, em alguns casos o paciente deve usar algum analgésico e anti-inflamatório nas primeiras 24h.

Nos dias que sucedem o procedimento, é importante que o paciente deixe a pele sempre limpa, hidratada e extremamente protegida. Os resultados completos podem demorar até 6 meses para aparecer, mas dias depois da descamação da pele os primeiros resultados serão notados.

FENOL X RESET BASAL

Considerado o "pai" do peeling de fenol no Brasil, o médico José Kacowicz confirma que a principal diferença dessa modalidade de procedimento para as demais é a profundidade que a substância consegue atingir. Para ele, a concentração varia de acordo com cada paciente e o processo não pode ser comparado às plásticas: "São coisas diferentes. Peeling mexe com pele e plástica, com músculos. O peeling rejuvenesce com base nas características naturais", pondera.

Em entrevista exclusiva ao Gazeta Online, o médico esclarece que que agora existe uma evolução de peeling de fenol, criada por ele mesmo, que ele decidiu batizar de reset basal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Bom dia!

Uma publicação compartilhada por Clínica Dr. José Kacowicz (@drjosekacowicz) em

"O que muda, basicamente, é a fórmula, que eu considero a evolução do peeling de fenol. O reset basal ficou muito mais seguro e eficaz", acredita.

A técnica de Kakowicz já foi tema de discussão em vários programas de TV do Brasil e do mundo e ele foi um dos responsáveis por revolucionar a indústria do rejuvenescimento. Agora, destaca que o reset basal possui uma metodologia mais eficaz ainda. Ele já foi ao "Mais Você" (Globo), com Ana Maria Braga, e o "Programa do Gugu" (RecordTV), com Gugu Liberato. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Boa noite, amanhã às 22h o Dr.José Kacowicz estará de novo no programa do Gugu. Nao percam!!! #programadogugu #peelingdefenol #gugu

Uma publicação compartilhada por Clínica Dr. José Kacowicz (@drjosekacowicz) em

 

 

Compartilhe



Mais no Gazeta Online