"Brasil merece presidente gay", diz ativista LGBT casado com prefeito

Max Souza é modelo e candidato ao Mister Brasil

Publicado em 29/07/2019 às 14h12

O modelo Max Souza
Foto:CO Assessoria/Divulgação
O modelo Max Souza

O Brasil possui a maior Parada LGBT do mundo e é um dos principais destinos para comunidade homoafetiva. Para o candidato a Mister Brasil Max Souza, ter um presidente assumidamente gay pode ser apenas uma questão de tempo.

> Professor capixaba supera bullying vencendo concursos de beleza

“Sou casado com um prefeito gay, ele deixou claro desde as eleições sobre a sua opção sexual e nada o atrapalhou, estamos evoluindo. Para termos um presidente gay no Brasil é só uma questão de tempo”, falou em entrevista para a rádio Exclusiva FM, em São Paulo.

> Marido de prefeito luta para ganhar o Mister Brasil

Max aproveitou para relembrar sobre o caso de Pete Buttigieg, 37, um novo nome cotado para a corrida presidencial dos Estados Unidos divulgado no início de 2019. Ele assumiu a homossexualidade em 2015 e se casou em 2018. Assim como Pete, Max pede para que o poder olhe pelas minorias e defende publicamente, em seus discursos, os direitos da população LGBT.

Foto:CO Assessoria/Divulgação

Leia também

Por outro lado, o bonitão também comentou o caso do presidente da Filipinas, em que ele disse que foi “curado de ser gay”. “Isso é uma discussão que não tem fim, para mim, cura gay não existe”.

O modelo também defende a criação de uma lei federal para aumentar a proteção de LGBTs contra discriminação. "Precisamos acabar com a guerra contra os homossexuais no Brasil".

Compartilhe



Mais no Gazeta Online