Philipe Lemos apresentará Jornal Nacional com jornalista de Rondônia

Apresentador da TV Gazeta dividirá a bancada mais prestigiada do telejornalismo do Brasil com Ana Lídia Daíbes

Publicado em 03/08/2019 às 18h23

Atualizado em 05/08/2019 às 10h22

Ana Lídia Daibes e Philipe Lemos: eles vão apresentar o Jornal Nacional no dia 21 de setembro de 2019
Foto:Montagem Gazeta Online
Ana Lídia Daibes e Philipe Lemos: eles vão apresentar o Jornal Nacional no dia 21 de setembro de 2019

Depois de definir a data em que Philipe Lemos, apresentador da TV Gazeta, vai ancorar o Jornal Nacional, a Globo agora confirma com qual jornalista o representante do Espírito Santo irá dividir a bancada mais prestigiada do telejornalismo: a escolhida foi Ana Lídia Daibes, da afiliada de Rondônia. Os dois se preparam para estrear no horário nobre da emissora no dia 21 de setembro. 

> Philipe Lemos já tem data para apresentar o Jornal Nacional

Ana Lídia tem 37 anos e é chefe de Redação e Coordenação do G1 de Rondônia. Ela é formada em Letras e Jornalismo e começou a atuar como repórter em 2010. Apresentou o Jornal de Rondônia 1ª Edição por sete anos e, em 2018, assumiu o Jornal de Rondônia 2ª Edição. 

> Philipe Lemos, da TV Gazeta, agradece carinho de internautas

Philipe, de 36 anos, é jornalista da TV Gazeta há 13 anos. Em 2 de fevereiro de 2009 passou a ser apresentador da afiliada da Globo no Espírito Santo e, em seguida, também começou a atuar na edição dos programas.

O RODÍZIO DO JORNAL NACIONAL

A Globo sorteou apresentadores das afiliadas de todo o País para apresentarem, por um sábado, o Jornal Nacional – que representa, atualmente, o minuto de notícia e publicidade mais valioso da emissora – a partir do dia 31 de agosto. Do Estado, quem representará o telejornalismo da TV Gazeta é Philipe, que está há 10 anos à frente do ES1, o jornal do meio-dia do capixaba.

O jornalista ficou sabendo da novidade no fim da tarde da última quarta-feira (24), a caminho de uma reunião: “Atendi a ligação e fiquei anestesiado, como ainda estou (risos)”.

Ele, que já teve a oportunidade de acompanhar de perto a produção do JN por uma semana nunca imaginou que um dia poderia ser o rosto por trás da bancada e comemora: “Fiquei muito surpreso e animado. Em 2015 participei da produção, nos bastidores, por uma semana. Fiz amizade com uma produtora de lá, tive contato com o Bonner e fiquei próximo de algumas pessoas. Mas jamais poderia imaginar que um dia sentaria na bancada”.

Ainda em abril, quando participou de um treinamento nos Estúdios Globo, Philipe ficou maravilhado pela estrutura da Rede Globo, mas excluía qualquer possibilidade de apresentar um programa da grade global. “Até quando fiquei sabendo que alguns jornalistas seriam escolhidos pensei em Mário Bonella, que já é jornalista de rede e tem muita experiência no assunto”, detalha.

Leia também

Apesar de ser praticamente um habitué das transmissões em cadeia nacional – já fez inserções no “Mais Você”, “Jornal da Globo” e “Jornal Hoje” –, Philipe está contente com o que a aparição para todas as famílias do Brasil pode trazer para o pós-Jornal Nacional, assim como o editor-chefe da TV Gazeta, André Junqueira, que avalia a novidade: “Estamos todos orgulhosos ao saber que teremos nosso apresentador na bancada do JN. Esse projeto representa toda qualidade de nosso jornalismo e fortalece nossa missão de levar o melhor conteúdo para os capixabas e para todo Brasil”.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online