Fotógrafo e drag de Vitória bombam em portfólio da Vogue Itália

Duas fotos da performer, feitas pelo fotógrafo Vagner Rezende, foram aprovadas pela curadoria da revista que organiza o projeto Photovogue para novos talentos

Publicado em 10/09/2019 às 16h00

Atualizado em 10/09/2019 às 16h09

A drag queen Brisa, personagem do performer e publicitário Caic Goulart
Foto:Vagner Rezende
A drag queen Brisa, personagem do performer e publicitário Caic Goulart

Uma drag queen capixaba passou a integrar, desde o início de setembro, um portfólio na versão digital da Vogue Itália. Brisa, que também é o publicitário Caic Goulart, de 23 anos, estampa duas fotos no disputado projeto Photovogue, que promove novos talentos da fotografia. 

Os cliques foram feitos pelo fotógrafo Vagner Rezende, que já teve outras três fotos de seu projeto "Jardim dos Segredos" disponibilizadas na plataforma. Nele, o capixaba aborda gênero, padrão de beleza e diversidade.

"O 'Jardim dos Segredos' surgiu com a ideia de trabalhar um lado mais artístico meu sobre a fotografia. A inspiração veio diretamente do livro 'Sex', de Madonna. Tento trabalhar a minha visão sobre questões da sexualidade em geral, transmitir isso de uma maneira menos agressiva a quem vê e tentar desconstruir alguns tabus como fetichismo, questões de gênero, orientação sexual, sobre o padrão de beleza e por aí vai", fala ele, em entrevista à Gazeta

O fotógrafo Vagner Rezende
Foto:Vagner Rezende
O fotógrafo Vagner Rezende

Segundo Brisa, as fotos em que ela protagoniza foram feitas há duas semanas. "O ensaio foi em um dia só e foi muito envolvido a uma relação do fotógrafo com o fotografado. As inspirações, por coincidência, eu peguei de um ensaio que a própria Vogue Itália tinha feito há um tempo atrás", dispara. Mas Caic não sabia que as fotos poderiam ganhar tanta visibilidade assim.

"Ele não me contou que tentaria algo com as fotos. Neste processo, o fotógrafo envia o material dele para a Vogue e depois de uma curadoria ele é aprovado ou não a ter esse portfólio. O Vagner já tinha fotos aprovadas, então foi mais tranquilo o processo todo. Duas fotos minhas foram enviadas e as duas, selecionadas", comemora.

> Noivos convidam drag para celebrar casamento homoafetivo em Vitória

Quando viu o resultado do próprio trabalho, no pós-ensaio, é que o fotógrafo decidiu, sem muita pretensão, lançar a sorte, enviando os cliques para a plataforma europeia. "É um processo bem difícil e demorado, pois a Vogue permite apenas o envio de duas fotos por dia às segunda e terças. Ainda assim, não há garantia nenhuma de que será aprovado. Às vezes, em alguns meses, eles nem recebem trabalhos, então precisa de paciência. Mas é muito bom ver o trabalho reconhecido e ter esse material lá, sem dúvida", reitera. 

Brisa lembra que, quando acordou no dia seguinte à publicação, viu dezenas de mensagens no celular. Ao receber o recado do fotógrafo, só soube gritar de comemoração: "Gritei muito (risos). Porque foi muito bom, muito legal, muito significativo e foi surpresa para mim".

E pensar que a história como drag começou numa brincadeira. "Me montei em um bloco de carnaval na Ponta da Fruta, em Vila Velha, e começou de brincadeira. No mesmo ano, no carnaval também, fui a uma festa temática e me montei de novo. Ao longo do tempo, foram surgindo novas oportunidades e, entre uma festa e outra, Brisa foi se desenvolvendo", diz Caic Goulart, o jovem que fica por trás da figura chamativa de Brisa.

Depois de um ano, o projeto "Jardim dos Segredos" não deve parar. Portanto, pode ser que a gente veja mais trabalho do carioca radicado em Vitória tomando conta dos ares internacionais. "O 'Jardim' é um projeto muito experimental ainda, porém está crescendo bastante e tomando personalidade. Tenho vontade de levar o projeto a galerias físicas para visitação de público, acredito que isso é questão de tempo para acontecer", deseja. 

Compartilhe



Mais no Gazeta Online