Turismo na Grande Vitória bombou no mês de julho

Hotéis de Vitória e Vila Velha ficaram quase 100% ocupados. Cenário mostra que a Região Metropolitana está deixando de ser apenas um local de turismo de negócios

Publicado em 14/08/2018 às 17h06

Atualizado em 14/08/2018 às 17h30

Praia de Camburi, em Vitória, vista de cima
Foto:Leonardo Silveira
Praia de Camburi, em Vitória, vista de cima

Vitória e Vila Velha comemoram o mês de julho, pelo menos no setor turístico. As férias escolares renderam bastante para as duas cidades em número de visitantes. O resultado foi de quase 100% dos hotéis ocupados em ambos municípios e o número recorde de visitas no Farol de Santa Luzia, na cidade canela-verde.

Os dados de hotelaria são reforçados pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento, Inovação e Turismo de Vitória (CDV), Leonardo Krohling. "Tivemos praticamente 100% dos hotéis ocupados agora no mês das férias escolares", conta.

O cenário se repetiu em Vila Velha, que também teve lotação quase esgotada nos hotéis, com um ponto para o incentivo a preservação e divulgação dos pontos turísticos. O Farol de Santa Luzia teve visitação recorde.

"Só que assinaram o livro, que fica lá para quem quer registrar a presença, foram 8.806 pessoas. Mas como tem muita gente que não assina, a prefeitura já tem um cálculo feito com base em pesquisas de um adicional de 30%. Ou seja, só em julho o Farol Santa Luzia recebeu 11.448 pessoas, sendo a maioria capixaba, gente daqui", destaca a subsecretária de Turismo da cidade, Neymara Carvalho.

Farol Santa Luzia, em Vila Velha, registrou recorde de atendimentos em julho de 2018; férias escolares impulsionaram visitas
Foto:Reprodução/PMVV
Farol Santa Luzia, em Vila Velha, registrou recorde de atendimentos em julho de 2018; férias escolares impulsionaram visitas

MOTIVAÇÃO ESTÁ NO INVESTIMENTO

Segundo a subsecretária, um dos motivos para isso é o fato de o serviço de ônibus de turismo oferecido na cidade agregar novos pontos no passeio. "Antes, era só o Convento da Penha, mas o próprio ônibus turístico de Vila Velha, que tem agora, colocou o Farol na sua rota. Então, acaba que as pessoas conhecem mais, porque tem muita gente que nem sabe que ele existia".

Krohling acredita que o número de visitantes, que foi muito melhor do que em outros anos, se deve ao aumento de operadoras de turismo oferecendo pacotes para Vitória. "Vitória tem se encontrado muito como um destino de turismo de lazer, porque antes era mais turismo de negócios. Neste julho, por exemplo, a movimentação foi quase a mesma do verão", detalha.

Leonardo defende que Vitória, especificamente, já é atrativa por si só. "É uma cidade que chama atenção pelos números. Tem uma boa segurança, boa educação, com saúde em primeiro lugar. O turista que chega aqui, vê uma cidade limpa, organizada. Então, ele vai querer voltar e vai fazer propaganda daqui, também. Fora a gastronomia capixaba, que é espetacular. E as pessoas não gastam muito com deslocamento, porque tem tudo perto", avalia.

Neymara pondera que o movimento interno de turistas também é muito importante. "Isso é muito bom e só traz vantagens porque, quando alguém que mora aqui conhece as belezas da cidade, ela espalha e incentiva os amigos a irem conhecer também. Isso só aumenta o nosso número de visitantes", comemora.

Praia da Costa
Foto:Guilherme Ferrari/Arquivo/13-08-15
Praia da Costa

VERÃO É AINDA MAIS BOMBADO

De acordo com a subsecretária, mesmo com os bons números de julho, o movimento do verão é sempre maior. A expectativa para esse ano é o número de visitantes nos pontos turísticos de Vila Velha ultrapasse o placar de julho. "Além de vir mais gente de fora no período do verão, é uma época em que os turistas ficam mais. Quem vem para ficar alguns dias ou até uma semana às vezes não tira um dia para fazer esse circuito histórico Mas quem vem para ficar 10 15 dias ou mais já tem tempo para se programar para isso", esclarece.

Com isso, a ideia é planejar ações que façam com que esses meses de demanda mais alta, como julho e fortaleçam o turismo nas regiões metropolitanas. "No verão, agora, esperamos superar a estatística, então temos que estar equipados para isso. Acontece que isso ocorre naturalmente, porque é interesse do empresário que esse turista volte sempre para a cidade", reitera o presidente da CDV.

Assim, segundo as prefeituras, os planos em Vitória são de realizar reuniões com os empresários do setor turístico para incentivar investimentos no setor. Em Vila Velha, o foco é reforçar a divulgação dos pontos turísticos para atrair ainda mais turistas.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online