Vitória é o 9º destino mais procurado no Brasil para réveillon

No verão, a Capital recebe até 1 milhão de turistas, que gastam em média R$ 400 por dia

Publicado em 07/12/2018 às 16h30

Atualizado em 14/02/2019 às 19h19

Praia de Camburi é onde acontece o foguetório no réveillon de Vitória
Foto:Fernando Madeira
Praia de Camburi é onde acontece o foguetório no réveillon de Vitória

O Espírito Santo tem parte da sua cultura exportada para o Brasil e para o mundo, mas, por outro lado, Vitória é que atrai milhões de turistas todos os anos. Pesquisa de site de viagens revelou que a capital capixaba é o nono destino mais procurado no Brasil para a virada do ano e, para 2019, os hotéis da cidade já estão com 100% da ocupação reservada. Por dia, estima-se que o turista que vem ao Estado no verão gaste em torno de R$ 400 para estadia, passeios, compras e alimentação.

Vitória fica atrás de Rio de Janeiro, Porto Alegre, Natal, Foz do Iguaçu, Recife, Florianópolis, São Paulo e Fortaleza, respectivamente, no ranking dos 10 destinos mais procurados para a festividade, mas ganha de Salvador na lista dos 10 mais. A pesquisa, divulgada pelo Decolar, ainda apontou que os brasileiros gostam mais de ir na virada para Buenos Aires, na Argentina, Orlando, nos Estados Unidos, e Santiago, no Chile, quando falamos de outros países.

Para o presidente da Companhia de Desenvolvimento, Inovação e Turismo de Vitória (CDV), Leonardo Krohling, esse resultado vem de uma série de fatores que fizeram a Ilha ficar em mais evidência nos últimos anos. "Temos tido inserções positivas nacionalmente. Pesquisas do Ministério do Turismo também apontam Vitória em crescimento nesse segmento e a comprovação disso é que a cada ano superamos o número de visitantes", frisa.

Show de fogos em Camburi, em Vitória
Foto:Gazeta Online
Show de fogos em Camburi, em Vitória

Leonardo adianta que, para a virada deste ano, estão sendo esperadas mais de 12 mil pessoas que não moram em Vitória na Capital, além dos que já vivem na cidade. Estes serão responsáveis por movimentar aproximadamente R$ 15 milhões no município, já que, de acordo com o presidente da CDV, vir passar o réveillon sempre envolve comprar algum bem e consumir, seja em bebida, alimentação e lazer. "É um importante momento para os empresários e é importante que a cada ano haja, também, mais estrutura para recepcionar esse visitante", pondera.

AJUDA AO TURISTA

Para orientar os turistas, Vitória possui três Centros de Atendimento ao Turista (CTA), que ficam na Praia de Camburi, no Centro e no Museu do Pescados, na Ilha das Caieiras. "O número de gente que vai buscar informação nesses espaços é constante, ou seja, não aumenta acompanhando o número de turistas. Mas percebemos que isso pode ser porque a rede hoteleira da cidade fica muito próxima dos principais pontos que os visitantes buscam conhecer quando estão aqui", contrapõe.

O presidente da CDV esclarece que vários hotéis estão perto do Centro Histórico, das praias e dos centros comerciais da Capital, o que desobriga o turista de necessariamente recorrer a um carro ou qualquer outro meio de locomoção para ir de um lugar até o outro. "Ainda assim, o Bike Vitória, por exemplo, é um grande facilitador, já que por toda a Orla temos espaço disponível para bicicletas", complementa.

Queima de fogos na virada de 2018 na Praia de Camburi, em Vitória
Foto:Arquivo Gazeta Online
Queima de fogos na virada de 2018 na Praia de Camburi, em Vitória

PREFEITURA MONITORA TURISTAS

A Prefeitura de Vitória (PMV) tem interesse de saber o que agradou e o que não agradou os visitantes que passam pela Capital. É por isso que o órgão mantém as atividades do que chama de Observatório do Turista. Segundo Leonardo, esse setor é responsável por fazer pesquisas similares às do Ministério do Turismo, no entanto, regionalizando ainda mais os dados das perguntas.

Leia também

"Por meio desses números que surgem dessas pesquisas, nós conseguimos saber que quase 100% dos turistas que vieram a Vitória voltariam ou indicariam a cidade para algum familiar ou amigo vir conhecer. Assim como também sabemos que a maioria desses visitantes considera a experiência que teve aqui muito boa", exemplifica, dizendo que, para isso, também colaboram os indicadores dos que faz parta a Capital.

"Vitória já foi outras vezes indicada como melhor cidade para se investir, melhor cidade para se viver, e isso acaba motivando muita gente a vir conhecer o município pela primeira vez", avalia.

Por outro lado, o presidente da CDV reitera que, depois de visitar pela primeira vez a cidade, é difícil um turista não se interessar em voltar em uma outra oportunidade. É que, para ele, Vitória é bastante estruturada e possui uma organização bastante razoável, que é melhor que a de outras cidades. "Quem viaja pelo Brasil sabe que Vitória realmente tem um nível de organização muito alto. É uma cidade limpa, bem pensada, com o trânsito regular, então essas características acabam chamando ainda mais a atenção", conclui.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online