Temporada de baleias Jubarte é aberta com passeios saindo de Vitória

As expedições seguem até o mês de outubro. São esperados 1,5 mil turistas para o período

Publicado em 03/07/2019 às 14h24

Atualizado em 04/07/2019 às 08h08

Temporada de visitação das Jubartes começou neste mês de julho
Foto:Leonardo Merçon | Amigos da Jubarte
Temporada de visitação das Jubartes começou neste mês de julho

A temporada de passagem das baleias Jubarte pelo litoral do Espírito Santo começou precocemente em 2019. Os animais, que normalmente começam a aparecer na nossa costa a partir de junho, estão dando o ar da graça desde o mês de maio.

> Baleia Jubarte é encontrada morta com corda em volta da carcaça no ES

De acordo com Thiago Ferrari, ambientalista e coordenador do projeto "Amigos da Jubarte", o grupo que migra para as águas tropicais, durante o ciclo de reprodução, vem, especialmente, para o litoral do Espírito Santo e da Bahia. "Os animais procuram a região, que apresenta profundidade de 40 a 60 metros justamente, por preferirem águas mais quentes e calmas, mais abrigadas. Hoje são cerca de 20 mil baleias dessa espécie fazendo a migração e o número é crescente, já que em cada temporada nascem de 2 a 3 mil filhotes", comentou.

Aproveitando a situação e o fomento turístico, empresas iniciaram os passeios para ver o espetáculo da passagem dos mamíferos por aqui. Desde o último dia 29, é possível reservar um lugar numa das expedições que partem de Vitória e acontecem até o mês de outubro.

Vale lembrar que tudo vai depender das condições meteorológicas e oceanográficas para a confirmação das saídas. Para este ano, são esperados cerca de 1.500 turistas.

"A previsão do tempo é acompanhada sem descanso pelas 72 horas que antecedem o passeio, que geralmente é feito aos sábados e domingos. Mas dá tudo certo, tanto que o número de interessados cresceu muito. De 493 turistas em 2017, ano passado tivemos mais de mil", comentou.

Aberta a temporada de visitação às baleias
Foto:Leonardo Merçon | Amigos da Jubarte
Aberta a temporada de visitação às baleias

DE PERTO

Se você quer ver de perto as baleias, basta fazer seu cadastro no site do Amigos da Jubarte, que encaminha seus dados para as empresas capacitadas em realizar o passeio. Depois, é só esperar o contato das mesmas, que apresentam as datas disponíveis para agendamento. O preço médio é de R$ 220 para adultos e R$ 150 para crianças (de 5 a 12 anos), podendo variar de acordo com a empresa e a quantidade de pessoas que irão (grupos de amigos).

"Nosso trabalho é de conservação. Realizamos pesquisas, educamos, fomentamos o turismo de observação desde 2014. Pelo site permitimos o agendamento do passeio, em que é feito o cadastro e nós encaminhamos para as agências parceiras. Este ano são 12 empresas capacitadas por nós, outro recorde. No ano passado eram oito e em 2017 apenas seis", relatou o ambientalista.

Também é possível realizar a compra do passeio diretamente com as agências de turismo. Ao todo, são 10 agências de turismo que vendem pacotes de duas embarcações em parceria com o instituto. "Estiveram presentes nas atividades de capacitação: dez agências de turismo capixabas (Blue Trip, Encaza Turismo, Jubarte Safari, Inata, Natura, Capitão Grilo, Cia do Mergulho, Viking, Lancha Vitória, Indiana), uma agência de turismo pedagógico (DNA), uma operadora de turismo (AVES) e 12 guias de turismo, além de cinco mestres de embarcação", listou Thiago.

> Em 40 minutos de barco a partir de Vitória é possível avistar baleias

Aberta a temporada de visitação às baleias
Foto:Leonardo Merçon | Amigos da Jubarte
Aberta a temporada de visitação às baleias

O TRAJETO

O percurso dos passeios tem início no Píer dos Pescadores, próximo a Capitania dos Portos, na Praça do Papa, em Vitória, às 7h da manhã. O retorno é previsto para 14h ou 15h, sendo que duas horas do passeio são necessárias para chegada até o "ponto de avistagem" das jubartes. A embarcação fica então nesta região por aproximadamente três horas. 

Se você é daqueles que pensa que vai passar a mão no animal ou dar um mergulho no local, pode dar meia volta. Para garantir a segurança do passeio, os barcos devem manter uma distância mínima de 100 metros das baleias. Um binóculo sempre é bem-vindo nessas horas.

"Ensinamos o que deve ser feito,de forma responsável, dentro das boas práticas de navegação. Não é qualquer embarcação que pode ir, sendo que ela deve estar, acima de tudo, homologada pela Capitania dos Portos. E nós verificamos de perto, colocando um de nossos pesquisadores a bordo", ressaltou Thiago.

Aberta a temporada de visitação às baleias
Foto:Leonardo Merçon | Amigos da Jubarte
Aberta a temporada de visitação às baleias

Neste ano, duas embarcações estão capacitadas a levar os turistas, quais sejam "Mar de Abrolhos" e "Armando", sendo que uma tem capacidade para 22 pessoas e a outra para 30. "Há uma operadora de turismo parceira, como se fosse uma matriz, que prepara a atividade e repassa às agências, que são monitoradas pela Amigos da Jubarte. É claro que existem barcos fantasmas, não homologados. Mas ficamos atentos. Se a Capitania, por blitz, descobrir que não está homologada e comercializou passeio mesmo assim, as punições são severas, cabendo o lacre da embarcação, entre outras consequências. É algo muito sério", salientou. 

> Os saltos das baleias Jubarte no litoral do Espírito Santo

AVALIAÇÃO

O feedback de quem ingressa na jornada é positivo. "No ano passado, a agência Aves realizou pesquisa de opinião em que obteve boa avaliação dos participantes. Mais de 80% ficou satisfeito, classificando a experiência como excelente ou boa. O que falta melhorar, segundo eles, é o ponto de embarque e o conforto da embarcação. Mas são barcos de madeira sobretudo muito seguros e estáveis, em se tratando, é claro, dos homologados, com todos os itens de segurança a bordo", completou.

Para Paulo Talin, proprietário de agência de turismo apta à realização do trajeto, o passeio será uma oportunidade incrível de ver as baleias no habitat natural. "Em seu espetáculo, as baleias executam saltos, mergulhos exibindo a cauda e incríveis nadadeiras peitorais (que podem chegar a 5 metros de comprimento) e também borrifos de ar quente que podem chegar a 9 metros de altura! E de bônus ainda é possível avistar golfinhos, tartarugas, peixes e aves oceânicas. É imperdível", comentou.

Em se tratando de cuidados, Paulo recomenda tomar remédio para enjoo (com indicação médica), alimentação leve na véspera e durante o passeio, roupas confortáveis e com proteção ultravioleta, blusa de frio, sandália ou tênis, óculos de sol, capa de chuva, lanche e máquina fotográfica.

VEJA VÍDEO

SERVIÇO

Quando: saídas aos sábados e domingos, às 7h, com previsão de retorno entre 14h e 15h, mediante tempo favorável;

Valor: em média R$ 220 por pessoa, não devendo ultrapassar o valor de R$ 260; R$ 150 por criança (de 5 a 12 anos), podendo variar a depender da empresa. Há possibilidade de parcelamento e de desconto para grupos;

Tempo de passeio: em média 7h

Agendamento: via preenchimento do formulário no site ou envio de e-mail para [email protected], com nome, telefone e agência de preferência. 

Restrição: Crianças menores de 5 anos não podem realizar o trajeto

Recomendações gerais da equipe Amigos da Jubarte: Evitar comida pesada na noite anterior ao passeio e também a ingestão de bebida alcoólica; boa noite de sono deve anteceder o tour; sob orientação médica, é possível recorrer a medicamento para prevenir enjoo; uso de protetor solar, camisa com proteção UV, boné, óculos escuros; manter hidratação. As agências definem, individualmente, se dispõem de lanche incluso no valor pago.

Informações: (27) 99986-4177

Compartilhe



Mais no Gazeta Online