Confira onde provar bons pratos veganos na Grande Vitória

Iguarias são preparadas sem produtos de origem animal

Publicado em 08/02/2019 às 10h57

Atualizado em 08/02/2019 às 11h49

Salada vegan do d' Bem, na Praia do Canto, com quinoa, lentilhas, tomate, cebola caramelizada e folhas frescas
Foto:Carlos Alberto Silva
Salada vegan do d' Bem, na Praia do Canto, com quinoa, lentilhas, tomate, cebola caramelizada e folhas frescas

Você, querido leitor glutão, sabe a origem do alimento que consome? Vamos ser um pouco mais diretos: já procurou saber sobre qual o processo envolvido nos ingredientes de origem animal que chegam à sua mesa? Nos dias atuais, com informações cada vez mais acessíveis sobre os mais diversos temas, é possível que tomemos conhecimento sobre praticamente tudo o que consumimos. E, justamente por isso, por questões éticas, muitas pessoas têm optado por seguir uma dieta vegana, completamente livre de produtos oriundos da exploração animal.

Leite? Não. Ovos? Nadica. Mel? Também não. Gordura de porco? Jamais. Mas agora você deve estar pensando o quão difícil é selecionar os alimentos que podem ser consumidos, certo?

Pensando nisso e em dar boas dicas para quem quer tentar trilhar este caminho, a equipe do Prazer&Cia selecionou algumas boas alternativas para quem quer pratos “sem crueldade”.

Variedade

A primeira parada foi na região do Centro de Vila Velha, onde fica um dos mais requisitados endereços veganos da Grande Vitória. O Mãe Divina funciona durante a semana para almoço, com pratos que se destacam pelo sabor e pelo frescor dos ingredientes. Por lá, é possível provar delícias como o acarajé vegano, quiches, feijão tropeiro, pratos árabes, moqueca...

No dia da visita da reportagem, por exemplo, estava em cartaz o prato árabe, com arroz de lentilhas, quibe recheado com catupiry vegano (de castanha de caju e alho poró), além do homus e do babaganoush. A dica é consultar as redes sociais do restaurante, onde é divulgado o prato do dia. A partir deste final de semana, a casa passa a abrir também para almoço aos domingos.

Foto: Vitor Jubini
Arroz com lentilhas, quibe, homus e babaganoush estão entre as iguarias preparadas sem produtos de origem animal

De olho na causa

Comandado pela chef Mônica Pimentel, o Bendito Bistrô, na Praia do Canto, oferece opções veganas no cardápio há anos, inclusive durante festivais gastronômicos como o Restaurant Week. Mônica promove, duas vezes ao ano, um jantar beneficente em prol da causa animal, com renda revertida para a ONG Amizade é um Luxo.

“O interessante é que todos os dias atendo gente no restaurante pedindo as opções veganas. É uma onda crescente, o que é muito bom. Em todos os restaurantes onde trabalhei nos Estados Unidos, sempre havia alternativas sem produtos de origem animal, por exemplo”, explica a chef, que elenca no menu uma entrada, dois pratos principais e uma sobremesa vegana.

Ainda na Praia do Canto, a Casa Graviola é outro destino certo dos veganos. Os cogumelos grelhados com purê de raízes estão entre os preferidos da clientela (R$ 42), assim como a lasanha de vegetais, que leva abobrinha, berinjela, tomates e queijo vegano (R$ 39).

Foto: Casa Graviola/Divulgação
Cogumelos grelhados com purê de raízes é opção na Casa Graviola

ONDE COMER

Mãe Divina

No cardápio: Abre para almoço, sempre com uma opção de prato principal do dia, além de uma salada, um caldo e uma sobremesa. São oferecidos combos a partir de R$ 19. O mais caro custa R$ 36, com direito a salada, caldo, prato principal e sobremesa grandes. O menu do dia é divulgado nas redes sociais, já que a casa prioriza o uso de orgânicos, de olho na sazonalidade de cada ingrediente.

Serviço: O restaurante abre de terça a sexta, das 11h30 às 14h30. Aos sábados, das 11h30 às 15h. A partir deste final de semana, passará a funcionar também aos domingos. Rua Domingos Leal, 200, Olaria, Vila Velha (atrás do Shopping da Terra). (27) 3062-3366.

Chef Vegan

No cardápio: Funcionando como restaurante e lanchonete, o local oferece de marmitas congeladas (como almôndegas e quibe assado) para serem preparadas e consumidas ali ou para serem levadas a hambúrgueres, porções e doces 100% veganos e de produção própria. Os mais famintos podem pedir a partir das 18h o hambúrguer de carne de jaca verde com mix de especiarias, barbecue, cebola caramelizada, onion rings, azeitonas pretas e pão de fermentação natural. Custa R$ 27. Há também pães de mel, alfajores, pães diversos de fermentação natural e outros belisquetes, como a coxinha de jaca verde.

Serviço: Na segunda, abre das 10h às 20h. De terça a sábado, das 10h às 22h. Avenida Alziro Zarur, 230, Jardim da Penha, Vitória. (27) 99750-4741.

Foliage Café

No cardápio: Situado no circuito gastronômico mais concorrido em território canela-verde, o restaurante funciona como café e também bistrô. O almoço sai diariamente, entre 11h e 15h. Os glutões escolhem uma proteína e quatro acompanhamentos. Entre as proteínas mais requisitadas, estão a parmegiana (de soja com muçarela vegana e molho feito na casa), o “peixe de soja” (feito também com alga nori e shoyu especial) e o tofu cortado em cubinhos e grelhado com shoyu. Para acompanhar, é possível optar por quibe, legumes, saladas, feijão, arroz e molhos diversos. Os salgados também são muito famosos, com destaque para três sabores de coxinha: palmito, jaca e quatro queijos veganos. Às quartas, há sushi vegano a partir das 18h. Às sextas, a estrela é o “not dog”, com salsicha vegana. O rodízio de pizzas, ainda em fase de testes, deve ser uma novidade para os próximos meses.

Serviço: Diariamente, das 10h às 22h. Rua Quinze de Novembro, 600, Praia da Costa, Vila Velha. (27) 3329-2233.

Bendito Bistrô

No cardápio: O menu assinado pela chef Mônica Pimentel traz uma entrada, duas opções de prato principal e uma sobremesa, tudo preparado sem ingredientes de origem animal. Para abrir o apetite, a dica é o carpaccio de abobrinha com tomate seco e pão da casa (R$ 28, para duas pessoas). Na lista de principais, as boas pedidas são o tagliatelli com shiitake, shimeji, cogumelos Paris e funghi (R$ 49, individual, mas muito bem servido), e a berinjela assada com purê de grão de bico, avelã e batatas rústicas, azeitona e tomatinhos cereja confitados, tudo orgânico (R$ 55). Para encerrar o banquete, vale provar a banana caramelizada com sorbet de coco verde (R$ 18, para duas pessoas).

Serviço: Terça a quinta, das 18h30 à 0h. Sexta-feira, das 18h30 à 1h. Sábado, das 18h30 à 0h. Domingo, das 11h30 às 16h30. Rua Joaquim Lírio, 8, Praia do Canto, Vitória. (27) 3024-0022.

d’Bem

No cardápio: A salada vegan é um dos trunfos veganos do menu da casa, uma das referências em Vitória quando o assunto é gastronomia orgânica e funcional: quinoa, lentilha, tomate, cebola caramelizada, nozes, zatar, folhas frescas e azeite de manjericão (R$ 45). No esquema de montar o próprio prato para o almoço, é possível que os glutões escolham cogumelos como proteína e quatro acompanhamentos diversos.

Serviço: De segunda a sexta-feira, de 11h30 às 15h30. Sábado e domingo, das 12h às 16h. Rua Joaquim Lírio, 595, Praia do Canto, Vitória. (27) 3315-8901.

Casa Graviola

No cardápio: Entre as boas dicas do restaurante, estão o risoto de couve-flor com ragu de cogumelos (R$ 41), lasanha de vegetais (com abobrinha, berinjela, tomates e queijo vegano/R$ 39), nhoque de raízes com pesto de manjericão (R$ 44), e cogumelos grelhados com purê de raízes (R$ 42). 

Serviço: Diariamente, das 11h30 às 22h30. Rua Elesbão Linhares, 15, Praia do Canto, Vitória. (27) 3201-8608.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online