Já comeu num restaurante flutuante? Em Vitória, isso é possível

Restaurante oferece vista da baía de Vitória e funciona, de quarta a domingo, a partir das 11h

Publicado em 24/05/2019 às 17h15

Atualizado em 24/05/2019 às 21h54

Foto:Vitor Jubini

Já pensou em fazer uma refeição sobre as águas da baía de Vitória? Não é impossível desde a instalação de um restaurante flutuante na altura da Prainha da Glória, em Vila Velha. Apesar da localização próxima à cidade Canela Verde, a saída para o espaço é feita na Feira de Pescados da Enseada do Suá, em Vitória.

> Polvo, peixe grelhado e caranguejo: os mais pedidos no verão capixaba

Não leva nem dez minutos fazer o trajeto do Horto Mercado, na Enseada do Suá, até o Di Marino, o restaurante flutuante de Vitória. De barco oferecido pelo próprio estabelecimento, a refeição ou happy hour vira um convite para uma experiência única que começa na entrada da embarcação, com a vista da baía de Vitória de um ângulo não muito comum para muitos, que costumam ver tudo da Av. Beira Mar. 

Foto:Vitor Jubini

Além dos barcos que completam o visual do restaurante, a decoração do ambiente é toda voltada para o mar. Feita com cascalhos e madeira de embarcações, que estavam abandonados na litoral e, à noite, o espaço ganha um ar bucólico, que muda completamente à noite com a iluminação especial faz o flutuante ter uma paisagem aconchegante.

> Confira dicas de drinques refrescantes para curtir o verão

O sutil balanço do local quando a maré está cheia é outra surpresa. Apesar de pesar 50 toneladas e ficar apoiada no fundo do mar, a construção boia quando a maré está alta.

Data: 24/05/2019 - ES - Vila Velha - Restaurante Di Marino
Foto:Vitor Jubini
Data: 24/05/2019 - ES - Vila Velha - Restaurante Di Marino

Como estamos no meio do mar da baía de Vitória, o cardápio não poderia ser outro. Os frutos do mar aparecem em diversas opções como moquecas, lagosta com abacaxi, polvo e pratos especiais. 

O Di Marino ainda oferece uma carta de vinhos vasta e opções de drinques clássicos para complementar o happy hour e as refeições. Os vinhos partem de R$ 50 e a média de preço dos coquetéis é entre R$ 15 e R$ 20.

O camarão empanado e os pratos individuais são os mais pedidos, segundo Rodrigo Paiva, sócio do restaurante. Por sinal, o preço no menu de pratos varia de R$ 65 (pratos individuais) a R$ 387 (parrillada para quatro pessoas).  A reportagem experimentou o Badejo Praia do Suá, feito com lombo de badejo com vinagrete, mostarda e maionese e mousseline de mandioquinha (R$ 69,90) e o Polvo do Convento (R$ 65,80).

Camarão VG empanado com molho especial é entradinha que sai por R$ 18,70 no Di Marino, restaurante flutuante de Vitória
Foto:Vitor Jubini
Camarão VG empanado com molho especial é entradinha que sai por R$ 18,70 no Di Marino, restaurante flutuante de Vitória

A viagem até o espaço custa R$ 10 por pessoa. Masse o visitante tem sua própria lancha, ele pode ancorar por lá. "Muita gente já vem de jet ski ou de lancha própria", comenta Rodrigo.

> Pet friendly: veja restaurantes para levar os pets na Grande Vitória

Segundo Rodrigo Paiva, sócio do restaurante, o que mais chama a atenção dos visitantes é quando um grande navio passa em frente. Mas além dessas super embarcações, também é possível ver peixes saltando da água e até tartarugas que circulam pela região. "Todo mundo corre para fotografar uma cena dessas e é realmente um lugar que todo busca pela tranquilidade", continua.

Veja vídeo que mostra como é o restaurante flutuante de Vitória (imagens de Pedro Permuy):

A ideia do restaurante surgiu em 2016, quando Rodrigo e seu sócio quiseram criar algo que o Estado ainda não possuía. "Pensamos no flutuante, já que ele já tinha um todo montado, mas que ele só usava para fins pessoais, reuniões de amigos mesmo. Aí fizemos o projeto, com a melhor tecnologia de flutuação, viabilizamos e inauguramos em dezembro de 2018", fala.

O prato Badejo Praia do Suá, com lombo de badejo com vinagrete, mostarda e maionese e mousseline de mandioquinha, custa R$ 69,90 e é servido no Di Marino, restaurante flutuante de Vitória
Foto:Vitor Jubini
O prato Badejo Praia do Suá, com lombo de badejo com vinagrete, mostarda e maionese e mousseline de mandioquinha, custa R$ 69,90 e é servido no Di Marino, restaurante flutuante de Vitória

Para ele, deu tudo muito certo, já que têm vezes que os 140 lugares do restaurante não dão para quem quer. Rodrigo detalha que, nos finais de semana, o movimento é bem maior. "Durante a semana temos pessoas que já vêm sempre, mas no sábado e domingo é que bomba mais", relata.

O prato Polvo do Convento, servido no restaurante flutuante Di Marino, em Vitória, custa R$ 65,80
Foto:Vitor Jubini
O prato Polvo do Convento, servido no restaurante flutuante Di Marino, em Vitória, custa R$ 65,80

RESERVAS

Como é o próprio restaurante que disponibiliza um barco para ir buscar os visitantes na marina do Horto Mercado, por R$ 10 por pessoa, o sistema funciona à base de reservas. Se for o caso de a pessoa ir com lancha ou jet ski próprio, não precisa estabelecer um horário, mas é bom consultar o horário de funcionamento.

"A gente abre às 11h, de quarta a domingo, e não tem hora para fechar. Vamos de acordo com a demanda. Mas se a gente sabe que tem cliente até de noite, a gente já se programa para receber o visitante", justifica. Os interessados podem fazer reservas por meio do (27) 99205-5664.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online