Notícia

Exame em mulher que acusa Neymar aponta lesão no dedo

O exame foi realizado pelo IML logo depois de ela registrar boletim de ocorrência, no dia 31 de maio, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher em São Paulo

Najila Trindade Mendes de Souza
Najila Trindade Mendes de Souza
Foto: Reprodução/SBT

Um exame de corpo de delito feito por Najila Trindade Mendes de Souza detectou lesão em um dedo da mão direita da modelo. Ela afirma ter sido estuprada pelo jogador Neymar no dia 15 de maio, em um hotel de Paris. O exame foi realizado pelo IML (Instituto Médico Legal) logo depois de ela registrar boletim de ocorrência, no dia 31 de maio, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher em São Paulo.

A informação, publicada inicialmente pela Rede Globo, foi confirmada pela reportagem. Apesar de o laudo do IML não apontar lesão em parte íntimas da modelo, os investigadores não descartam a possibilidade de ter havido violência sexual.

A delegada Juliana Lopes Bussacos, responsável pelo caso, analisa o exame. O IML também recebeu de Bussacos, para fazer uma análise indireta, o relatório feito pelo médico Luiz Eduardo Rossi Campedelli, com fotos de hematomas na região dos glúteos de Najila.

> Neymar diz que assessoria ficou responsável por divulgar vídeo com fotos de modelo

Campedelli prestou depoimento nesta quinta, mas não quis falar com a imprensa na saída da delegacia.

Ver comentários