Notícia

Atlético-GO derrota o Oeste e se consolida no G4 da Série B

Boa vitória sobre o time de Barueri colocou o Dragão na segunda posição momentaneamente, já que o Coritiba jogará na rodada com o Brasil de Pelotas<br>

Na noite desta terça-feira, Atlético-GO e Oeste entraram em campo pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

Com o placar final de 2 a 0, a equipe comandada por Wagner Lopes chegou ao segundo lugar na classificação, somando agora 28 pontos. Mas para que mantenha sua posição na tabela, o Dragão agora terá que torcer por um tropeço do Coritiba, que, por sua vez, entrará em campo logo mais contra o Brasil de Pelotas, também nesta terça.

Já para os comandados de Renan Freitas a situação segue complicada. O revés fez com que a equipe de Barueri permanecesse na tabela com 18 pontos somados, sendo o 14ª colocado, com uma diferença de apenas quatro pontos para o Vitória – hoje abrindo o Z4 – que ainda jogará na rodada.

Primeiro tempo

Mesmo atuando longe de seus domínios, a equipe do Oeste não estava disposto a ceder espaços em campo para que o Atlético-GO conseguisse tomar conta das ações. Com isso, antes mesmo de completar 10 minutos no relógio, o time de Barueri conseguiu oferecer perigo na cabeçada de Fábio, mas a bola acabou indo para fora.

Passado o lance que assustou os torcedores goianos, aos 13 minutos, o Dragão respondeu a investida rival e abriu a contagem no Antônio Accioly. Após boa tabela na área do time paulista, Matheus chegou a finalizar para a boa defesa do goleiro Luis Carlos, porém, no rebote, a bola caiu nos pés do atacante Mike que, por sua vez, só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. 1 a 0.

Após o tento marcado pelo Atlético, a partida passou a ficar mais equilibrada até meados dos 28 minutos. Apesar das boas chegadas de ambas equipes, nenhuma tentativa ofereceu perigo aos goleiros.

Até que aos 31 minutos, em uma nova trama em seu campo de ataque, a equipe mandante conseguiu ampliar sua vantagem. Em jogada parecido com o primeiro gol, Matheus conseguiu passar para André Luis finalizar, mas o camisa 7 acabou perdendo o ângulo ajeitando para Pedro Bambu, que, após um forte chute cruzado, a trajetória da bola acabou pegando no zagueiro Kanu que não teve tempo de desviar, batendo em sua perna e entrando para o fundo do gol. 2 a 0.

O resultado parcial deixou o clube goianiense mais tranquila, apenas administrando o restante do tempo até o apito do juiz encerrando a primeira metade do jogo.

Segundo tempo

No retorno para a etapa final, o treinador Renan Freitas, insatisfeito com o rendimento de sua equipe, optou por duas mudanças pelo meio. Thiaguinho e Matheus Oliveira foram escolhidos para deixarem suas vagas para Léo Ceará e Mazinho, respectivamente.

Mesmo com as alterações, o Atlético ainda conseguia ser mais efetivo nas ações. Em duas tentativas, André Luis e Rodrigo Rodrigues, acabaram desperdiçando as chances de conseguir marcar para os donos da casa.

Com poucas chances criadas, sendo a única com Thiago Nunes, o time de Barueri parecia não ter forças o suficiente para equilibrar o duelo. Por outro lado, o Dragão não media esforços para chegar ao seu terceiro gol, já que André Luis e Rodrigo Rodrigues, em novas investidas, mantinham os donos da casa mais tranquilos em campo.

Quando o relógio alcançou próximo da marca dos 30 minutos, o técnico Wagner Lopes resolveu modificar seu time pela primeira vez visando dar um novo gás no sistema ofensivo. Em uma troca de atacantes, Jairinho entrou no lugar de André Luis, ganhando os aplausos do público.

Nos últimos 15 minutos de confronto, mais os acréscimos dado pelo árbitro, o treinador da equipe mandante tentou gastar o tempo fazendo mais algumas alterações. Em campo, a defesa do Atlético pouco foi exigida e apenas administrou o placar que manteve o clube no G4 da tabela.