Notícia

Às vésperas de passar bastão a Tiago Nunes, Coelho diz que volta ao sub-20

Técnico interino, que assumiu a equipe após a saída de Fabio Carille e garantiu a mesma na fase preliminar da Libertadores, encerrará o trabalho contra o Fluminense no domingo

Dyego Coelho deixou o gramado do Castelão, na noite desta quarta-feira, com a sensação de alívio. Afinal, o Corinthians assegurou a vaga na fase preliminar da Libertadores após vencer o Ceará por 1 a 0, com um tento marcado por Gustagol. Diante disso, e às vésperas de fazer a sua oitava e última partida no comando interino do Timão — contra o Fluminense, domingo, às 16 horas, no Itaquerão, no encerramento do Campeonato Brasileiro —, o treinador confirmou que voltará a comandar a equipe sub-20 do clube. Tiago Nunes, ex-Athletico Paranaense, assumirá o cargo na próxima temporada.

Confira e simule a tabela do Brasileirão

— O Tiago Nunes vai encontrar um time com a cabeça melhor, equilíbrio melhor e eu espero que ele faça um grande trabalho. Vou seguir meu trabalho na base. É uma reformulação agora. Uns jogadores subiram para o profissional, outros para o sub-23. Temos um campeonato que o clube gosta (Copa São Paulo de Futebol Júnior, em janeiro). É tudo Corinthians, não tem para onde fugir. Vamos tentar fazer mais um bom trabalho na base. Sabemos que Tiago gosta da base. Vamos fazer um trabalho para que o clube sai ganhando — disse Coelho.

O ex-lateral-direito ainda comentou sobre o desafio de ter assumido o cargo de treinador do time principal de forma interina após a demissão de Fabio Carille, ao fim da 30ª rodada, na qual o Corinthians foi goleado por 4 a 1, no Maracanã. Sob o seu comando, o Timão venceu três vezes, empatou duas e perdeu duas, oscilando entre as sexta, sétima e atual oitava posições no Brasileiro.

- De uma maneira ou de outra, colocamos na cabeça deles que era preciso coragem para jogar. Eles fizeram isso. Jogaram futebol. Isso me deixa mais feliz. Em pouco tempo, fizemos com que eles acreditassem que eram capazes de fazer grandes jogos e de um jogo mais apoiado, com a bola realmente. Essa foi a grande diferença. Coloquei a minha experiência de jogador aqui. Como as coisas são difíceis e quando ganha, melhora. Torcedor vai estar sempre ao lado, independente de vitória ou de derrota. Entenderam, cumpriram. Volto a dizer: mérito dos jogadores em entenderem o que pedimos. Eles colocaram em prática - disse Coelho.

Ele também comentou sobre como tem recuperado jogadores que cometem falhas, casos do volante Júnior Urso na derrota para o Botafogo (1 a 0) e do atacante Janderson na derrota para o Atlético-MG (2 a 1).

- No jogo contra o Botafogo, Urso falhou. Quando jogador falha, não podemos virar as costas. É naquele momento que o jogador precisa de todo mundo. O que Janderson fez hoje foi de alto nível. Os mais experientes abraçaram ele. Jogou muito hoje. É de jogador assim que o Corinthians precisa. Não pode se abater por um erro. Ele soube aproveitar. Fico muito feliz com a atuação dele. Joga muito futebol. Corinthians terá um grande futuro se souber cuidar desses meninos - disse o interino, que ainda exaltou a estrela do centroavante Gustagol, herói desta noite:

- Gustagol está conseguindo sair da área para fazer parede e tem bola área incrível. Foi nisso que apostamos. Graças a Deus, conseguiu fazer o gol da vaga.