Notícia

Conmebol substitui árbitro do VAR para final da Libertadores após os elogios ao River Plate

Diego Haro concedeu entrevista elogiando 'revolução futebolística' do River na América do Sul e quebrou regras internas da Conmebol ao conceder entrevista sem autorização prévia

Mudança de última hora na comissão de arbitragem da final da Copa Libertadores. A Conmebol anunciou nesta terça-feira que optou pela retirada do árbitro Diego Haro, que seria o comandante do VAR durante a partida de sábado.

De acordo com a entidade, o árbitro peruano violou uma política interna de arbitragem ao conceder uma entrevista que não foi autorizada pela Conmebol.

— A Comissão de árbitros decidiu realizar a substituição do senhor Diego Haro, que estava designado inicialmente como comandante do VAR na partida da final da Libertadores. O motivo da troca é o descumprimento da política interna da arbitragem com relação sobre entrevistas sem autorização prévia — afirmou.

A entidade já nomeou o substituto de Diego Haro. Trata-se de Esteban Ostojich, que seria o terceiro auxiliar do VAR e agora chefiará o árbitro de vídeo. Para o lugar de Esteban, Victor Hugo Carrillo ocupará no posto de auxiliar.

ÁRBITRO ELOGIOU 'REVOLUÇÃO' DO RIVER PLATE

A polêmica tomou lugar quando Diego Haro concedeu uma entrevista à rádio argentina 'Super Mite Deportivo' sobre a finalíssima. Segundo o árbitro, o River gerou uma revolução futebolística.

— O River gerou uma revolução futebolística na América do Sul nos últimos cinco anos. Tem um jogo dinâmico e conseguiu títulos em pouquíssimo tempo. O Flamengo, por outro lado, está em mudança e acabou de encontrar uma filosofia de jogo com seu novo treinador — afirmou.