Notícia

Capixaba Zé Gatinha ganha elogios do técnico Zé Ricardo no Botafogo

No time alvinegro, o meia-atacante terá que deixar o apelido de lado para usar seu nome de batismo: Alessandro

Um novo jogador tem tudo para cair de vez nas graças da torcida do Botafogo. Trata-se do jovem meia-atacante capixaba Alessandro Scheppa, de 21 anos. Natural da Serra, Alessandro é conhecido pelo engraçado apelido de Zé Gatinha e antes de chegar ao Botafogo, mostrou seu potencial no Espírito Santo FC e no Flamengo de Guarulhos-SP.  

Zé Gatinha foi revelado nas categorias de base do Espírito Santo e agora quer brilhar no Botafogo
Zé Gatinha foi revelado nas categorias de base do Espírito Santo e agora quer brilhar no Botafogo
Foto: Vitor Silva/SS Press

A princípio com vínculo até abril de 2019 junto ao Botafogo, o atleta foi contratado para atuar no Torneio Octávio Pinto Guimarães (OPG), mas não foi inscrito a tempo. Ele já treinou com os profissionais e foi observado pelo técnico Zé Ricardo, que já sinalizou ver talento no jovem capixaba.

"É um jogador que pode atuar em mais de uma posição. Num 4-2-3-1, ele pode jogar na linha de três tanto pela esquerda quanto pela direita ou centralizado. Tem bons recursos, dá boas soluções no 1 contra 1. Ele precisa fazer trabalho físico. Vai ter uma programação física nas férias, assim como todos os outros atletas, para que ele possa se apresentar na pré-temporada", explicou Zé Ricardo em entrevista ao Globoesporte.com.

Na mesma entrevista, Zé Ricardo também destacou que as características de Zé Gatinha, que será chamado apenas de Alessandro no Glorioso, têm a ver com o que gostam os botafoguenses.

"Não tem medo do confronto, parece que tem o estilo que o botafoguense gosta. Tem muita combatividade, briga bastante pela bola. Na fase sem a bola, se dedica bastante. É com ele agora. Se ele apresentar rendimento, vai ser aproveitado."

Ver comentários