Notícia

Em jogo emocionado e com gol no fim, Fla bate Athletico-PR no Maracanã

Com o resultado, o Flamengo chega a 10 pontos e encosta no pelotão de cima do Campeonato Brasileiro. Já o Furacão, permanece com sete

Flamengo venceu o Atlético em jogo emocionante
Flamengo venceu o Atlético em jogo emocionante
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Em um jogo emocionante e com um gol aos 50 minutos do segundo tempo, o Flamengo bateu o Athletico-PR por 3 a 2, neste domingo (26), no Maracanã. pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de abrir o placar com Gabigol no primeiro tempo e ver Cirino fazer dois, o time do Rio conseguiu balançar a rede duas vezes no fim, com Bruno Henrique e Rodrigo Caio.

Com o resultado, o Flamengo chega a 10 pontos e encosta no pelotão de cima do Campeonato Brasileiro. Já o Furacão, permanece com sete

Na próxima rodada, a de Abel Braga recebe o Fortaleza no Nilton Santos - o Fla abriu uma exceção e deixou de usar o Maracanã para que o gramado do estádio possa ser preservado visando a Copa América. Já o Athletico-PR terá o Fluminense pela frente, na Arena da Baixada.

Após o final da partida, os jogadores abraçam Abel à beira de campo. O técnico ficou visivelmente emocionado. Mas grande parte da torcida xingam o comandante.

JOGO

A etapa inicial do duelo foi marcada pelas boas defesas de Diego Alves e Santos. Os dois goleiros conseguiram evitar gols adversários em lances difíceis. Para citar exemplos, pelo lado do Fla, Diego Alves pegou uma cabeçada de Erick quase em cima da linha, enquanto Santos afastou o perigo após perigoso chute de Bruno Henrique.

Os comandados de Abel Braga buscavam as ações no meio de campo e conseguiram criar chances, mas apresentavam distância grande entre as linhas de marcação, fazendo com que o Athletico-PR tivesse sucesso nas saídas em contra-ataque.

O Flamengo abriu o placar em cobrança de pênalti de Gabigol. O próprio camisa 9 foi quem sofreu a falta na área, ao aproveitar recuo de Madson, avançar sem marcação, tentar driblar Santos e acabar derrubado.

Pouco após o árbitro Daniel Nobre apontar para a marca da cal, foi chamado pelo árbitro de vídeo (VAR) para analisar a jogada. Ele olhou as imagens e manteve a marcação de pênalti.

O Athletico-PR voltou melhor para o segundo tempo e ganhou espaço, conseguindo ficar mais no campo de ataque que anteriormente. O lado esquerdo da defesa do Flamengo mostrar deficiências e o Furacão, por ali, achou o caminho para empatar o jogo e também virar.

Quando a partida caminhava para o final e a vitória do Furacão parecia questão de tempo, o Flamengo foi para o abafa e, desta forma, conquistou um triunfo que fez o Maracanã explodir. Bruno Henrique, aos 44, e Rodrigo Caio, aos 50, ambos de cabeça, garantiram o 3 a 2 a favor da equipe da casa e os três pontos.

 

FLAMENGO

Diego Alves; Pará (Rodinei, 35’/2ºT), Thuler, Rodrigo Caio e Renê; Piris da Motta (Vitinho, 28’/2ºT) Willian Arão e Diego; Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol (Lincoln, 39’/2º)

T.: Abel Braga

 

ATHLETICO-PR

Santos; Madson, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Erick e Matheus Rossetto (Bruno Guimarães, 36’/2ºT); Marcelo Cirino, Thonny Anderson (Tomás Andrade, 13’/2ºT) e Braian Romero (Paulo André, 41’/2ºT).

T.: Tiago Nunes

 

 

Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS) Nota L! - 6,5 - controlou bem a partida e acertou na marcação dos pênaltis

Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)

VAR: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Público/Renda: 49.124 pagantes e 52.667 presentes/R$ 1.571.771,50

Cartões amarelos: Diego, Bruno Henrique, Pará, Rodrigo Cario (FLA); Santos, Wellington, Márcio Azevedo (ATL)

Gols: Gabigol (FLA), aos 31 do primeiro tempo, Marcelo Cirino (ATL), aos 18 e 25 minutos do segundo tempo, Bruno Henrique (FLA), aos 44 minutos do segundo tempo, e Rodrigo Caio (FLA), aos 51 minutos do segundo tempo.