Notícia

Vasco ofensivo, São Paulo driblador, Flamengo aéreo... Veja os principais números da 1ª rodada dos Estaduais

Principais clubes da Série A estrearam em seus Estaduais neste fim de semana

Agora é oficial: começou a temporada 2019 para os principais clubes do Brasil. Neste fim de semana, os chamados 12 grandes estrearam em seus respectivos Estaduais, com alguns tropeços mas também com goleadas. O único a ser derrotado foi o Botafogo, que acabou perdendo para a Cabofriense por 3 a 1. Fluminense, Palmeiras e Corinthians ficaram apenas no empate.

Porém, além de vitórias e derrotas, as equipes apresentaram também desempenhos. Ações, coletivas e individuais, que podem ser lidas através dos números. Confira algumas estatísticas importantes dos times nessa aberturas dos Estaduais pelo Brasil:

DE PÉ EM PÉ

No primeiro jogo-oficial da temporada, o Corinthians já conseguiu colocar em prática uma das principais características do técnico Fábio Carille: o passe. O Alvinegro foi o clube, entre os 12 grandes, que mais acertou toques nesta 1ª rodada de Estadual.

Apesar de ter ficado somente no empate com o São Caetano, em 1 a 1, a equipe dominou a partida, trocando 658 passes, de acordo com o Footstats. Apenas Ramiro, um dos reforços para 2019, acertou 98, mais que a metade de toda a equipe de Mirassol contra o São Paulo (193), por exemplo. O Fluminense, de Fernando Diniz, com 568, foi o segundo no quesito.

ARTILHARIA PESADA

O placar magro contra o Madureira - 1 a 0 - não refletiu bem a superioridade que o Vasco teve em sua estreia no Carioca. Entre os 12 grandes, a equipe foi a que mais finalizou corretamente, com 12 arremates em gol, e a que mais criou chances em bola trabalhada, com 22 assistências.

Individualmente, destaque para Danilo Barcelos, que criou nove chances de gols através de passes e cruzamentos, e para Ribamar, que além de cinco assistências, finalizou três vezes na direção do gol, além de outras três para fora.

CHUVA DE GOLS

Se por um lado foi o Vasco quem criou e finalizou mais vezes entre os grandes, foi o Atlético Mineiro quem mais balançou as redes. A goleada por 5 a 0 sobre o Boa Esporte foi a maior goleada do fim de semana entre os clubes da elite. Ricardo Oliveira, com três gols, foi o principal artilheiro.

Grêmio e São Paulo também não economizaram na rodada. Os Tricolores marcaram quatro vezes cada, nas vitórias sobre Novo Hamburgo, por 4 a 0, e Mirassol, por 4 a 1, respectivamente.

ATAQUE AÉREO

O gol de cabeça de Rhodolfo foi o que deu a vitória ao Flamengo sobre o Bangu, de virada. E não foi um lance ao acaso. O Rubro-Negro Carioca foi, ao lado do Vasco, o time que mais acertou levantamentos para a área neste fim de semana, totalizando 12 cruzamentos certos.

Danilo Barcelos, do Vasco, com nove bolas alçadas, foi o líder do fundamento, seguido pelo flamenguista Éverton Ribeiro, autor do passe para o gol da vitória da equipe da Gávea, que concluiu quatro cruzamentos.

FORÇA DEFENSIVA

A melhor defesa é o ataque ou o melhor ataque é a defesa? Dono do saldo mais positivo do fim de semana, o Atlético Mineiro comandou também a estatística de desarmes. Com 25 roubos de bola, o Galo liderou com folga o quesito. O Santos, do técnico Jorge Sampaoli, foi em segundo, com 18.

O lateral-esquerdo Fabio Santos, do Atlético, foi o grande destaque individual, recuperando oito posses de bola para a sua equipe. Luan, também do Galo, e Alison, do Peixe, também obtiveram um bom desempenho.

NO TALENTO INDIVIDUAL

Após começar perdendo para o Mirassol, o São Paulo precisou partir para cima do adversário para conseguir virar o placar e terminar com uma clássica goleada de 4 a 1. E uma das armas para impedir o revés foi o drible.

O Tricolor foi o time que mais fez uso do fundamento nesta primeira rodada, realizando oito fintas corretas, segundo o Footstats. Os laterais Reinaldo e Bruno Peres, com dois dribles cada, foram os destaques da equipe no quesito. O Flamengo, com seis foi outro que fez bastante uso das jogadas individuais.