Notícia

Diego Hypolito deixa clube e vê 'descaso' no atraso de salários

Ginasta anunciou rescisão com São Bernardo do Campo; Diego, que deve treinar de favor no CT Time Brasil, criticou ausência de plano de esporte no Brasil

Nem o futuro de um vice-campeão olímpico está plenamente seguro no esporte brasileiro. Diego Hypolito, prata na Rio-2016, deixou o clube de São Bernardo do Campo e está oficialmente sem lugar para treinar. O ginasta, que está sem patrocínios e com sete meses de salário atrasado, anunciou a decisão por meio de suas redes sociais.

- Parece que o atleta brasileiro não tem valor. Estou muito triste. É desculpa em cima de desculpa. Eu queria continuar na região de São Paulo, é onde eu nasci, onde voltei a me consagrar. Mas é um descaso. Não tirei férias, quero voltar ao cenário internacional e ir para os Jogos Olímpicos. Sei que tenho potencial, mas parece que no nosso país é praticamente impossível. Jogam a responsabilidade de um para o outro. Mas não existe um plano de esporte no Brasil. Nós atletas somos peças de tabuleiro. Somos usados na Olimpíada, mas depois que tem o resultado pouco importa. É difícil construir um sonho dessa maneira - desabafou Hypolito ao site GloboEsporte.com.

Ainda segundo o atleta, a falta de pagamento por sete dos 24 meses em que trabalhou no São Bernardo do Campo cai nas costas da Secretaria de Esportes e Lazer (SESP) da cidade, que deveria ter feito o repasse aos atletas da verba oriunda do patrocínio da CAIXA. Diego Hypolito ainda abordou o que chamou de "terror psicológico", alegando que havia pressão nos bastidores para que o ginasta não se pronunciasse.

- O que mais me entristece é que a sempre a desculpa era que a Caixa atrasava. Com bom senso, mesmo sempre precisando de dinheiro, abdiquei de quatro salários. Fizeram uma proposta no meio do ano passado falando que não conseguiriam pagar, mas agora não tem dinheiro. Nunca tinha acontecido isso. É muito decepcionante, porque não foi um lugar que não valorizei. Pelo contrário. Nunca estamos amparados em lugar algum - completou.

Diego Hypolito fica sem clube pela segunda vez
Essa não é a primeira vez em que Diego se vê sem um clube para lhe fornecer respaldo. Em 2013, quando atuava pelo Flamengo, o departamento de ginástica do clube foi oficialmente encerrado. Na corrida olímpica para os Jogos Rio-2016, o bicampeão mundial até mesmo treinou de favor no Pinheiros.

Em 2009, os irmãos Hypolito e Jade Barbosa já tinham protagonizado incômodo parecido no Rubro-Negro, quando o então presidente Márcio Braga soltou a famosa frase "acabou o dinheiro".

Agora, Diego Hypolito deve treinar novamente de favor, mas desta vez no CT do Time Brasil. As instalações ficam dentro do Parque Olímpico do Rio de Janeiro. O ginasta acredita em um possível convite do Comitê Olímpico do Brasil (COB).

- Não é humilhante toda vez estar de favor nos lugares? Passa uma Olimpíada e fico de favor no Pinheiros, agora no CT do Time Brasil. Será que não existe uma instituição para dar apoio? Não tem valor algum o esporte? O esporte deveria ser inclusão social, deveria ser colocado em todos os lugares - finalizou.