Notícia

Brasileiros tentam frear o embalado John John na etapa de Saquarema

Bicampeão mundial, havaiano é o líder do ranking após quatro etapas, com boa folga sobre Kolohe Andino, e costuma mandar bem no Rio. Quinto evento do WCT começa nesta quinta<br>

Com torcida favorável, família, amigos e a sensação de competir em casa, os brasileiros estão prontos para uma missão difícil no Oi Rio Pro, que começa nesta quinta-feira, com chamada às 7h, na praia de Itaúna, em Saquarema, no Rio de Janeiro: frear John John Florence.

O havaiano, que faturou o título mundial em 2016 e 2017, voltou com tudo ao Circuito Mundial (WCT) após um ano de ausência, causada por uma lesão no joelho, no ano passado.

Em quatro etapas, o surfista faturou a taça em Bells Beach e em Margaret River, na Austrália. Também fez um terceiro lugar em Gold Coast, no mesmo país, e um 17, que por enquanto é descartado com pior resultado, em Bali (INA).

– Foi aqui onde eu venci meu primeiro CT e é um país que eu sempre fico com muita vontade de voltar para competir. A energia e a paixão que a torcida brasileira passa pra gente é enorme, fazendo com que você arrisque manobras maiores e mais impressionantes – afirmou John John.

Em Saquarema, Florence terá pela frente na primeira rodada os brasileiros Caio Ibelli e Alex Ribeiro. E tentará manter a folga. Hoje, lidera o ranking com 5.740 pontos de vantagem sobre Kolohe Andino (EUA).

Italo Ferreira, que encara bateria contra os compatriotas Deivid Silva e Mateus Herdy na estreia, é o terceiro. Filipe Toledo, que inicia a caminhada no Rio em disputa contra Sebastian Zietz (HAV), Frederico Morais (PRT), ocupa a sexta colocação.

– John John é um fenômeno, junto com Gabriel, Italo, Jordy (Smith) e Julian (Wilson), e a volta dele eleva o nível. Não mudaram os surfistas, mas a força de vontade, a garra e a performance aumentaram – afirmou Toledo, em entrevista ao LANCE! durante evento da Oi, sua patrocinadora.

O bicampeão mundial Gabriel Medina tenta a recuperação, pois é apenas o 12. Ele enfrenta Adrian Buchan (AUS) e Soli Bailey (AUS).

– Estou feliz por estar competindo aqui no Rio e é sempre bom competir no Brasil. Aqui, a gente tem a nossa família perto, os amigos, a torcida então, nem se fala, é incrível, então é um lugar que a gente tem uma motivação a mais. A praia fica sempre cheia, todo mundo assistindo, além de ser em nosso país, então estou feliz em estar de volta – disse Medina.

Com o retorno de Adriano de Souza, recuperado de uma lesão no joelho direito, além das entradas de Alex Ribeiro e Tainá Hinkel após vencerem a triagem, o Brasil terá 17 surfistas em ação em Saquarema, sendo 14 no masculino e três no feminino.

Confira as baterias da primeira fase masculina do Oi Rio Pro

1.a: Kanoa Igarashi (JPN), Peterson Crisanto (BRA), Jadson André (BRA)
2.a: Gabriel Medina (BRA), Adrian Buchan (AUS), Soli Bailey (AUS)
3.a: Kolohe Andino (EUA), Yago Dora (BRA), Adriano de Souza (BRA)
4.a: Filipe Toledo (BRA), Sebastian Zietz (HAV), Frederico Morais (PRT)
5.a: Italo Ferreira (BRA), Deivid Silva (BRA), Mateus Herdy (BRA)
6.a: John John Florence (HAV), Caio Ibelli (BRA), Alex Ribeiro (BRA)
7.a: Jordy Smith (AFR), Willian Cardoso (BRA), Ricardo Christie (NZL)
8.a: Julian Wilson (AUS), Michael Rodrigues (BRA), Ezekiel Lau (HAV)
9.a: Conner Coffin (EUA), Kelly Slater (EUA), Griffin Colapinto (EUA)
10: Owen Wright (AUS), Seth Moniz (HAV), Jack Freestone (AUS)
11: Ryan Callinan (AUS), Wade Carmichael (AUS), Jessé Mendes (BRA)
12: Jeremy Flores (FRA), Michel Bourez (TAH), Joan Duru (FRA)

Confira as baterias da primeira fase feminina do Oi Rio Pro

1.a: Caroline Marks (EUA), Nikki Van Dijk (AUS), Macy Callaghan (AUS)
2.a: Carissa Moore (HAV), Johanne Defay (FRA), Keely Andrew (AUS)
3.a: Stephanie Gilmore (AUS), Coco Ho (HAV), Tainá Hinckel (BRA)
4.a: Lakey Peterson (EUA), Brisa Hennessy (CRI), Paige Hareb (NZL)
5.a: Sally Fitzgibbons (AUS), Tatiana Weston-Webb (BRA), Silvana Lima (BRA)
6.a: Courtney Conlogue (EUA), Malia Manuel (HAV), Bronte Macaulay (AUS)