Notícia

Comemoração e acidente grave: Velocidade na Terra vai do céu ao inferno

Capotamento do carro de Eder Melhorim, da categoria Injetados, faz etapa ser cancelada com antecedência; na Carburados, Campanharo e Gadernal brigam até o fim

Uma corrida que começou e não acabou. Teve largada emocionante e com torcedores vibrantes, mas na chegada não houve euforia. Um silêncio ensurdecedor tomou conta do Autódromo Julita Barros, em Jacaraípe, na Serra. A 6ª etapa do Estadual de Velocidade na Terra, realizada ontem, foi marcada por um acidente na última bateria do dia que provocou o cancelamento do evento. 

Foto: André Rodrigues

Restando poucas voltas para o término da prova, o piloto da categoria Injetados subiu na barreira de proteção, que separa a pista do público, e acabou perdendo o controle do veículo. Em seguida, o carro de Eder Melhorim capotou por cinco vezes. O atleta ficou desacordado e precisou ser socorrido às pressas pela equipe médica presente no local. Após receber os primeiros socorros, Melhorim foi levado em uma ambulância para o Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra. 

Visivelmente assustada com a gravidade do acidente e preocupada com o estado de saúde do filho, a mãe do piloto, Aparecida Melhorim, precisou ser segurada por outros familiares. Mais calma, depois de ser informada que Éder estava lúcido, ela desabafou. 

Foto: André Rodrigues

“Não desejo isso para ninguém. Que susto danado. O pai (Antônio) foi com ele para o hospital e, pelo o que os médicos disseram para a gente, ele abriu os olhos e está bem. Agora é saber se houve alguma fratura, lesão. O carro capotou umas cinco vezes e nos deixou bem preocupados. O coração de mãe aperta nessa hora. Ele nunca havia sofrido nenhum acidente”, comentou. 

Membro da equipe de Melhorim, Thiago Souza, que também é amigo pessoal do piloto, projetou que Eder é forte e que logo estará novamente demonstrando sua qualidade nas pistas.

Sorrisos na Carburados

Na categoria Carburados, que teve sua classificação final resolvida antes do acidente que cancelou a prova na Injetados, quem levou a melhor foi José Campanharo. Vencendo de ponta a ponta a bateria de abertura do dia, o arrojado piloto do carro azul de número 13 também foi soberano ao entrar na pista para a segunda corrida da 6ª etapa. A meta de Campanharo agora é repetir a façanha no último evento do ano para ficar na frente de Wellington Gadernal e erguer a taça do torneio. 

Foto: André Rodrigues

“A etapa foi bem emocionante e do jeito que eu gosto: com a pista bem escorregadia. A disputa foi bem justa, os pilotos se doaram e possibilitaram manobras lindas. Chegar na frente do Gadernal foi importante, mas na última etapa a gente vai fazer um grande duelo pelo título”, disse. 

Foto: André Rodrigues

Por outro lado, apesar de não ter ido tão bem, Wellington Gadernal continua confiando. 

“Ainda sou líder. O bicho vai pegar entre a gente na próxima prova. Vai levar que quiser mais e acertar o carro”, concluiu Gadernal. 

Ver comentários