Notícia

Após nocaute, Esquiva Falcão volta ao ES e planeja luta pelo cinturão

O capixaba venceu no último sábado e já mira o combate diante do japonês Ryota Murata

Menos de um round completo foi o suficiente para o capixaba Esquiva Falcão confirmar a sua 20ª vitória (13 por nocaute) no boxe profissional. E mais: o lutador ainda se garantiu na disputa pelo cinturão da World Boxing Organization (WBA) contra o japonês Ryota Murata, algoz do brasileiro na final da Olimpíada de Londres-2012.

Esquiva Falcão não teve dificuldades para vencer Salim Larbi
Esquiva Falcão não teve dificuldades para vencer Salim Larbi
Foto: Flávio Perez | On Board Sports

No último sábado, em Carson, nos Estados Unidos, Esquiva derrotou o francês Salim Larbi por nocaute técnico faltando 51 segundos para o fim do primeiro assalto. Logo no início, o brasileiro acertou dois golpes na linha de cintura do francês, que sentiu a mão esquerda pesada de Esquiva. O adversário do capixaba teve uma queda, mas não resistiu a mais uma investida e o árbitro encerrou o combate.

"Eu esperava uma luta boa e estava esperando o melhor dele (Salim Larbi), que é experiente. Eu tinha treinado bastante e estava muito focado em buscar o nocaute. Quando a mão entrou, aproveitei que ele sentiu o golpe e ataquei para encerrar a luta."

Esquiva Falcão foi campeão nos Estados Unidos
Esquiva Falcão foi campeão nos Estados Unidos
Foto: Flávio Perez | On Board Sports

Agora ele vai voltar ao Brasil e ficar de 21 a 30 dias no Espírito Santo para matar a saudade da família. Depois disso, foco 100% no tão sonhado combate pelo cinturão. A Top Rank, que promove as lutas de Esquiva, deve oficializar a luta para o mês de julho. O duelo será em Las Vegas, nos Estados Unidos.

"Quero comemorar essa vitória com a minha família, descansar, e depois planejar a próxima luta. Quero lutar com o Murata, que detém um dos cinturões mundiais da WBA. Acredito que vou fazer uma boa luta e tenho grandes chances de vencer", garantiu.

Ver comentários