Notícia

Entrosamento, técnica e estratégia: André e Alison miram Tóquio 2020

Dupla capixaba do vôlei de praia aposta na intensidade dos treinos e dos jogos para alcançar voos mais altos no esporte

André Stein e Alison estrearam no Major 5 estrelas de Viena
André Stein e Alison estrearam no Major 5 estrelas de Viena
Foto: Vlastimil Vacek/FIVB

O entrosamento entre os capixabas André Stein e Alison Mamute melhora cada a apresentação e, consequentemente, a estratégia para o início no Circuito Brasileiro de vôlei de praia está nas pontas dos dedos. Depois de deixarem seus antigos parceiros em maio deste ano, André e Alison decidiram unir forças para irem em busca de novos desafios em suas carreiras. A disputa do Circuito Mundial trouxe um vice-campeonato, maturidade e fez com que os atletas do Espírito Santo ganhassem ritmo de jogo, porém, a dupla não quer parar por aí.

Para o defensor André Stein, que precisou repensar seu estilo de jogo ao deixar o bloqueio para ir para a defesa, todos os fundamentos foram melhorados e a promessa é que a sintonia em quadra aumente. O caminho a ser percorrido está correto, afinal, diferente do primeiro semestre de 2018, quando eles não tiveram uma boa sequência de treinos, agora a dupla se diz melhor preparada.

Alison e André Stein ficaram com a prata em Moscou
Alison e André Stein ficaram com a prata em Moscou
Foto: Divulgação/cbv

“Já demos alguns importantes passos visando nossa evolução. Quando nos juntamos, tudo aconteceu em cima da hora e, mesmo assim, ficamos com a prata no Circuito Mundial. Mas sabemos que ainda temos muito a fazer porque apesar dos feitos também encontramos dificuldades em questão de entrosamento. Hoje posso dizer que temos mais bagagem de torneios e treinos, o que nos deixa mais tranquilos”, afirmou André Stein.

Leia também

André Stein e Alison fizeram boas partidas neste ano durante as etapas de Viena, na Áustria, e Moscou, na Rússia, no Mundial - apesar do pouco tempo que estavam treinando juntos. Bem cotados no universo do vôlei de praia e com moral em alta com o Comitê Olímpico do Brasil (COB), já que foram colocados no Top 3 mundial em levantamento feito pelo órgão, eles projetam uma vitória na estreia do evento ao entrarem em quadra nesta quinta-feira (13), em Palmas, no Tocantins, para entrar no Circuito Brasileiro com o pé direito.

“O circuito vai ser bom para continuarmos evoluindo e melhorando. Estamos pensando na vitória sempre e vamos em busca disso, afinal, a temporada será intensa e todo mundo quer buscar seu espaço no pódio”, afirmou o atleta.

SONHO COM TÓQUIO 2020

Para os amantes do esporte parece que foi ontem. No dia 19 de agosto de 2016, em uma arena lotada no Rio de Janeiro, torcedores aplaudiam emocionados à vitória maiúscula de Alison, que na época atuava ao lado de Bruno Schmidt. A lembrança segue viva, ainda muito forte. E com esse espírito vitorioso de Alison, André Stein espera corresponder as expectativas e superar a pressão para também comemorar um ouro olímpico ao lado de Alison em Tóquio 2020.

André Stein e Alison treinam na Praia da Costa, em Vila Velha
André Stein e Alison treinam na Praia da Costa, em Vila Velha
Foto: Carlos Alberto Silva

“Existe uma pressão e uma responsabilidade grande em atuar com o Alison pela grandeza que ele tem no esporte. Talvez ele seja um dos grandes pilares do vôlei mundial. A gente viaja para jogar na Europa e lá estão as fotos dele para apresentar o evento, então, tento me doar ao máximo para transformar a pressão em bons resultados. Estamos focados na corrida olímpica e sabemos que vamos ter no mínimo quatro outros times na disputa contra nós”, pontuou André Stein.

Para possibilitar um rendimento de alto nível ao longo da corrida olímpica, André e Alison depositam suas fichas no staff que possuem fora das quadras.

“Treinamos de segunda a sexta na praia e, às vezes, vamos para a academia ou retornamos para a areia na parte da tarde. Isso é apenas o início. Confiamos também no trabalho do treinador, dos psicólogos, preparadores físicos e outros profissionais. Vamos com tudo em busca da vaga olímpica e mirando títulos”, concluiu o jogador.

Ver comentários