Notícia

Lixão dá lugar à maior pista de ciclismo BMX do Espírito Santo

A pista, que tem cerca de 370 metros de comprimento, será inaugurada neste sábado, às 9 horas, e Novo Porto Canoa, na Serra

A pista de ciclismo BMX, na Serra, era um lixão
A pista de ciclismo BMX, na Serra, era um lixão
Foto: Carlos Alberto Silva

A pouco mais de dois anos para os Jogos Olímpicos de Tóquio, os atletas capixabas têm muitos motivos para comemorar e sonhar alto. Afinal, o município da Serra acaba de ganhar uma nova pista de ciclismo BMX, a única no Espírito Santo com metragem oficial e pronta para receber grandes competições. Um incentivo a mais para quem já brilha pelo esporte e também para quem quer dar as primeiras pedaladas.

E quem vê o novo berço da modalidade nem imagina que ali era um lixão, de onde eram retirados até 400 toneladas de entulho por mês, o equivale a cerca de 13 carretas.

A inauguração acontece hoje, a partir das 9 horas, em Novo Porto Canoa. Com aproximadamente 370m de comprimento e quatro retas, será a primeira pista de ciclismo BMX no Estado com um sistema de largada padronizado pela União Ciclista Internacional (UCI). O sistema é de ar comprimido, que emitirá um sinal sonoro e um sinal visual, liberando os competidores.

“A valorização do esporte é um dos pilares da nossa administração. Esta pista foi idealizada junto aos atletas da modalidade e irá fomentar a prática deste esporte em nossa cidade” disse o prefeito da Serra, Audifax Barcelos.

Confira o antes e depois:

A primeira reta terá mais de 8m, a segunda terá 7m, a terceira terá cerca de 5m e a chegada, aproximadamente, 4m. Uma das retas da pista tem obstáculos menores e é voltada para as crianças. O trajeto tem três curvas e uma delas, apelidada de tsunami, é destaque, com cerca de 60m. Ao todo, serão mais de 10 sequências de obstáculos em uma pista totalmente asfaltada.

“Além dessa pista da Serra, temos uma em Vitória, outra em Cachoeiro de Itapemirim, que não têm medidas oficiais, uma pequena a nível municipal em Rio Novo do Sul e uma não concluída em Presidente Kennedy. Então é muito importante termos essa pista nova, com metragem oficial”, afirmou Carlos Eduardo de Lima, que é diretor da modalidade BMX da Federação Espírito-santense de Ciclismo (Fesc).

Estadual e Copa Brasil à vista 

Mesmo sendo uma modalidade olímpica desde 2008, não existe sequer um campeonato estadual de ciclismo BMX no Espírito Santo. Agora, com a inauguração da nova pista da Serra, a intenção é fomentar a modalidade e, principalmente, promover competições.

A pista de ciclismo BMX, na Serra, vai fomentar a prática da modalidade no Espírito Santo
A pista de ciclismo BMX, na Serra, vai fomentar a prática da modalidade no Espírito Santo
Foto: Carlos Alberto Silva

“Com essa pista teremos a oportunidade de nos aprofundarmos nos treinamentos e também vamos fazer o intercâmbio com atletas de outros estados. A princípio, queremos fazer um evento-teste este ano, uma espécie de prova comemorativa, além de fazer um campeonato capixaba, em etapa única, e eventos municipais. Daí, no ano que vem, nosso intuito é tentar trazer uma Copa Brasil de BMX”, explicou Carlos Eduardo de Lima, diretor da modalidade BMX da Federação Espírito-santense de Ciclismo (Fesc).

A PISTA

Largada

A pista, que é totalmente asfaltada, conta com um platô de largada de cerca de 3,5m de altura, que a caracteriza como uma pista veloz. Além disso terá também um portão de largada eletrônico e automático.

Obstáculos

A primeira reta terá mais de 8m, a segunda terá 7m, a terceira terá cerca de 5m e a chegada, aproximadamente, 4m. Uma das retas da pista tem obstáculos menores e é voltada para as crianças. O trajeto tem três curvas e uma delas, apelidada de tsunami, é destaque, com cerca de 60 metros.

Competições

A Federação Espírito-santense de Ciclismo (Fesc) pretende realizar campeonatos municipais, estaduais e até Copa Brasil de BMX.

 

 

Ver comentários