Notícia

Atleta Rafaela Silva foi vítima de racismo em desclassificação na Olimpíada de Londres

A atleta foi chamada de 'macaca' nas redes sociais após ser desclassificada

As voltas que o mundo dá. A judoca brasileira Rafaela Silva, que ganhou a primeira medalha de ouro do Brasil na Rio 2016, sofreu insultos racistas após ser desclassificada por um golpe de perna ilegal sobre a adversária húngara Hedvig Karakas na Olimpíada de Londres, em 2012. A atleta foi chamada de 'macaca' nas redes sociais.

O golpe foi considerado ilegal porque ela começou o ataque pela perna, o que é proibido na competição.

Mas ela deu a volta por cima. De família pobre, nascida na favela Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, ela sabia que era forte para vencer as dificuldades.

"Em Londres, a gente não estava lá. Chamaram a minha filha de macaca. Agora, estamos aqui. O mundo todo chorou e hoje ela vai dar a volta por cima", disse Zenilda, mãe de Rafaela Silva, em entrevista ao jornal Extra, antes da final.

E a atleta transformou a superação em luta - e muita luta - por medalha. Rafaela foi a primeira brasileira campeã no Mundial de Judô, em 2013. E, nesta segunda-feira (08), no Rio de Janeiro, ela ganhou a medalha de ouro no judô, na categoria até 57kg, contra a representante da Mongólia, Sumya Deorjsurem.

Ver comentários