Notícia

Amigos fazem vaquinha para presentear assaltado em Transcol

Fabrício Ribeiro da Cruz teve o celular roubado na quarta (22). Os colegas de trabalho fizeram uma vaquinha e doaram um aparelho novo ao rapaz

Rapaz ganha celular dos amigos
Rapaz ganha celular dos amigos
Foto: Reprodução

Após um momento de tensão em um assalto a ônibus do sistema Transcolum encarregado de hortifruti de um supermercado da Serra teve uma grande alegria proporcionada por amigos de trabalho. Fabrício Ribeiro da Cruz, de 40 anos, teve o celular roubado, na tarde de quarta-feira (22). No dia seguinte, colegas de trabalho fizeram uma "vaquinha" e compraram um novo aparelho para o rapaz.

Em entrevista ao Gazeta Online, o promotor de vendas Wesley Santos de Jesus contou que o grupo de amigos se reuniu e cada um deu o valor simbólico de R$ 50. "A gente queria comprar um celular melhor ou igual ao que roubaram. A gente não queria dar um inferior". Segundo ele, Fabrício é uma pessoa muito querida no local de trabalho. "Ele é uma pessoa maravilhosa. Querido por todos. Não tem nem o que falar em relação a ele", afirmou.

Leia também

Fabrício contou à reportagem que saiu do trabalho, quando pegou um ônibus no

Terminal de Laranjeiras.

"Eu tinha até passado do meu horário de serviço. Meu supervisor tinha me chamado pra ir embora porque ele ia me dar carona, e eu falei que ia ficar pra comprar algumas coisas". Ele contou que os passageiros foram abordados por três assaltantes.

"Quando chegou na altura de um posto de gasolina, na BR 101, eu acordei com um deles anunciando o assalto. Um ficou perto da roleta, um outro com a mochila e o armado levou o celular de todo mundo".

Segundo o encarregado, há seis meses ele tinha sido assaltado e também teve o celular levado por criminosos. "Com muita dificuldade, comprei um Moto E. Eu estou pagando casa, tenho três filhos, ainda pago pensão. Eu não tinha condições de comprar outro celular agora".

Ele contou que foi chamado para uma suposta reunião, quando foi surpreendido pelos colegas de trabalho. "Eles me deram um celular velho, eu peguei e até agradeci. De repente, eles tiraram um celular novo e eu fiquei surpreso na hora e me segurei pra não chorar. Fui na operadora para pegar o chip novo e fiquei chorando com as meninas, depois fiquei chorando em casa de emoção. Agora tenho certeza que sou muito querido", finalizou.

VEJA VÍDEO

Ver comentários