Notícia

Caminhoneiro desaparecido é liberado por sequestradores e volta pra casa

O motorista Cleidson Peroni conta que foi sequestrado por quatro assaltantes que levam o caminhão com que ele trabalhava

 O caminhoneiro Cleidson Pedroni viajava em uma Scania azul, placa CPN 7171
O caminhoneiro Cleidson Pedroni viajava em uma Scania azul, placa CPN 7171
Foto: Gazeta Online

O caminhoneiro Cleidson Peroni, que havia sido dado como desaparecido, está em casa, em Cariacica, deste a madrugada deste sábado (17). O motorista conta que estava em percurso para Mogi Mirim, em São Paulo, com o veículo carregado, quando quatro bandidos, em um carro modelo Corolla, o cercaram e fizeram refém.

Segundo Cleidson, tudo aconteceu na Rodovia Anhanguera. Os assaltantes estavam armados, o colocaram no porta-malas do Corolla e o soltaram por volta de 15h30 desta sexta-feira (16).

"Eles falavam para eu não fazer gracinha, senão iriam me matar. Eu não fiquei nervoso, estava tranquilo e, quando me soltaram, disseram para eu correr sem olhar para trás. Consegui chegar em um posto de combustíveis e uma pessoa que estava abastecendo me deu assistência. Eu liguei primeiro para a minha esposa, depois consegui falar com meu chefe, que comprou uma passagem de avião e eu cheguei em Vitória 0h15", relata o caminhoneiro.

Ainda nesta sexta-feira (16), a esposa de Cleidson chegou a registrar um boletim de ocorrência e, o tio do motorista Sebastião Peroni afirmou que a desconfiança da família era de que o motorista tivesse sido vítima de um assalto.

O caminhão com que Cleidson estava, modelo Scania de cor azul placa CPN 7171, foi levado pelos bandidos. 

O DESAPARECIMENTO

Um caminhoneiro estava desaparecido depois de sair em uma viagem de trabalho a Mogi Mirim, em São Paulo. De acordo com o tio Sebastião Peroni, o sobrinho Cleidson Peroni havia passado em Sooretama para carregar o caminhão no último domingo (11), quando iniciou a viagem a São Paulo. Quando estava indo para o município de Mogi Mirim, na quarta-feira (14), perdeu todo o contato com a família.

O motorista Cleidson Peroni mora em Cariacica e trabalha como caminhoneiro há 11 anos. Após carregar o caminhão em Sooretama, foi até São Paulo, descarregou e iria para Mogi Mirim buscar outra carga quando, na quarta feira (14), perdeu contato com a família, que suspeita que ele tenha sido roubado.

"Nós buscamos por informações de acidentes no percurso que ele sumiu, mas não vimos nada, por isso desconfiamos do roubo", relata Sebastião. 

Ver comentários