Notícia

'Grande perda para o Brasil e o mundo', lamenta o Museu do Louvre

Instituições culturais estrangeiras lamentaram incêndio do Museu Nacional

Acervo foi praticamente todo destruído pelo fogo
Acervo foi praticamente todo destruído pelo fogo
Foto: Fernando Sousa / Facebook/Reprodução

Instituições culturais e de pesquisa estrangeiras, como o Museu do Louvre e o Museu de História Natural britânico lamentaram nas redes sociais o incêndio que atingiu o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, na noite deste domingo. A destruição de praticamente todo o acervo também foi destaque na imprensa internacional.

"É com grande emoção que nós recebemos a notícia do incêndio dramático que atingiu o @museunacional do Rio de Janeiro. O Museu do Louvre manifesta sua mais forte solidariedade com o museu e suas equipes. É uma grande perda para o Brasil e o patrimônio mundial", afirmou a instituição francesa, um dos pontos turísticos mais importantes de Paris, em seu perfil no Twitter.

O Museu de História Natural britânico, em Londres, considera o incêndio como uma "terrível notícia e uma perda devastadora para o patrimônio e a ciência".

"Nossos sentimentos estão com todos no @MuseuNacional, e com todos do Brasil", diz o post na rede social.

Outras duas instituições britânicas demonstraram pesar em publicações. A Biblioteca Nacional do Reino Unido, na capital inglesa, compartilhou uma matéria do jornal "The Guardian" sobre o incêndio como forma de "lembrar a preciosidade do nosso patrimônio mundial". E também o Museu Britânico da Vida Rural, na cidade de Reading, no condado de Berkshire, lamentou a perda inestimável.

A tragédia foi ainda lembrada pelos museus de História da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e da Natureza, em Ontário, no Canadá.

A Academia de Ciências da Califórnia, nos EUA, por sua vez, chamou atenção para a destruição de "milhões de artefatos inestimáveis" que representam uma perda para o Brasil e o mundo.

 

Ver comentários