Notícia

Policiais se disfarçam para prender suspeita de matar amante do marido

Agentes atraíram Janaína Guilherme da Silva até agência da Caixa alegando que ela havia sido sorteada no "Minha Casa"

A Delegacia de Homicídios (DH) da Capital
A Delegacia de Homicídios (DH) da Capital
Foto: Divulgação

Agentes da Delegacia de Homicídios (DH) da Capital usaram um disfarce para conseguir prender uma mulher suspeita de matar a amante do marido. Eles atraíram Janaína Guilherme da Silva até uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio, nesta terça-feira, alegando que ela havia sido sorteada no programa "Minha Casa, Minha Vida" e teria que assinar alguns documentos. Ao chegar ao local, ela recebeu voz de prisão dos agentes.

Leia também

De acordo com a Polícia Civil, Janaína matou a facadas Cristiane Santos da Cunha. A mulher seria amante do marido da suspeita. O crime aconteceu na casa da vítima, em Santa Cruz, também na Zona Oeste. Após a prisão de Janaína, os investigadores identificaram uma cúmplice dela no crime: Rosana Silva do Nascimento. Janaína e Rosana teriam começado uma briga com a vítima que acabou resultando na morte de Cristiane.

Contra Janaína havia mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal da Capital. Segundo a Polícia Civil, apesar do período eleitoral foi possível cumprir o mandado de prisão porque o título eleitoral de Janaína encontra-se cancelado.

Ver comentários