Notícia

Justiça ordena que Samarco pague indenização às vítimas de Mariana

Empresa tem até 30 dias para providenciar a complementação financeira e notificar os beneficiados

Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), atingido pelo rompimento de duas barragens de rejeitos da mineradora Samarco
Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), atingido pelo rompimento de duas barragens de rejeitos da mineradora Samarco
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O TRF (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região ordenou que a Samarco volte a pagar o auxílio financeiro emergencial aos atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, ocorrido em 2015 no município de Mariana.

Na decisão, o TRF exige que a mineradora faça o pagamento sem descontos nas indenizações e determina que a Fundação Renova - criada para criada reparar os danos causados pela tragédia- notifique os beneficiados do programa e providencie a complementação financeira em até 30 dias.

O recurso contra descontos efetuados pela empresa foi proposto por um conjunto de instituições públicas -entre elas, os Ministérios Públicos de Minas Gerais e Espírito Santo, o MPF (Ministério Público Federal) e a DPU (Defensoria Pública da União).

Ibama vê falha no salvamento de animais em Brumadinho e multa a Vale

Ver comentários