Notícia

Namorado é suspeito de matar jovem com tiro na cabeça por ciúmes

O crime aconteceu após o namorado da vítima descobrir que ela foi a uma festa sozinha

Denise Soares Pereira, de 21 anos, foi morta na casa de uma amiga em Santa Rita, Vila Velha
Denise Soares Pereira, de 21 anos, foi morta na casa de uma amiga em Santa Rita, Vila Velha
Foto: Reprodução

A dona de casa Denise Soares Pereira de 21 anos foi morta com um tiro na cabeça dentro da casa de uma amiga, em Santa Rita, em Vila Velha, na manhã deste domingo (6).

O crime aconteceu após o namorado da vítima descobrir que ela foi a uma festa sozinha. Ele, que é o principal suspeito, fugiu após o assassinato e está sendo procurado pela polícia.

O nome do rapaz não foi divulgado porque ainda não há um mandado de prisão contra ele.

De acordo com a amiga da vítima, uma embaladora de 25 anos, Denise revezava a moradia entre a casa do namorado e a casa da embaladora. Na noite deste sábado (05), a dona de casa combinou de tomar conta do filho da amiga, de 5 anos, para que a embaladora fosse a um baile funk.

“Mas ela também queria dar uma passada no baile. Então, ela foi à festa por volta das 22 horas e ficou até 00h30. Depois ela voltou para a minha casa para tomar conta do meu filho. Quando eu já estava saindo para o baile, o namorado dela chegou. Ele tinha costume de dormir com ela na minha casa”, contou.

A embaladora completou que ficou na festa, conhecida como Baile do Mandela, em Santa Rita, até 5 horas. Ela retornou para casa e viu que a residência estava com as luzes apagadas.

“Eu nem olhei para a sala, onde eles costumavam dormir, e fui direto para o meu quarto. Depois de uns dez minutos eu comecei a ouvir uma discussão entre os dois. Fui até a sala e vi o namorado da minha amiga armado. Ele apontou a arma para mim e disse que era para eu voltar para o quarto e não se meter na discussão, ou atiraria na minha cabeça. Depois ele pegou minha amiga pelo pescoço e a jogou no sofá. Ela implorava para ele não atirar”.

A embaladora retornou para o quarto, fechou a porta e ouviu um disparo. Ela saiu novamente do cômodo e viu a amiga morta em cima do sofá com um tiro na cabeça.

“O namorado dela olhou pra mim e disse: Não conta pra ninguém que fui eu. E fugiu de bicicleta. Foi uma cena horrível que eu acho que não vou esquecer nunca. Não consegui ouvir o teor da briga, mas acho que ele ficou com ciúmes porque ela saiu sozinha. Acho que ela saiu escondida dele”.

Revolta e mais violência

Após o crime, alguns moradores da região ficaram revoltados e resolveram procurar o suspeito por conta própria. Eles não acharam o namorado de Denise, mas encontraram o irmão dele, de 18 anos, em Vila Garrido, Vila Velha, e atiraram contra o rapaz às 7h30. A vítima levou um tiro na boca, um no braço e outro nas costas.

Enquanto aguardava o socorro, ao lado de policiais militares que foram atender a ocorrência, o rapaz apontou três homens que passaram pelo local como os autores dos disparos. Eles estavam com uma mulher e os quatro foram encaminhados à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para prestarem depoimento. O suspeito de matar Denise e a arma usada no crime não foram encontradas.

Ver comentários