Notícia

Acidente com morte em MG: vídeo mostra carro antes de ser abandonado

Delegado do ES é suspeito de ter atropelado um comerciante em Manhumirim e fugido do local sem prestar socorro; a vítima morreu

Delegado Adhemar Pereira Fully, da PCES, é suspeito de ter colidido contra a moto de Fernando e fugido após o acidente; o motociclista morreu
Delegado Adhemar Pereira Fully, da PCES, é suspeito de ter colidido contra a moto de Fernando e fugido após o acidente; o motociclista morreu
Foto: Reprodução/TV Gazeta

Vídeos compartilhados via WhatsApp e enviados ao Gazeta Online mostram o carro envolvido em acidente com morte em Manhumirim, Minas Gerais, momentos antes de ser abandonado na MG 111. Um delegado da Polícia Civil do Espírito Santo é suspeito de ter batido em uma moto e fugido do local do acidente, abandonando o veículo quilômetros depois. Após a colisão, ocorrida no sábado (10), o comerciante Fernando José de Oliveira, muito conhecido na região como "Batata", acabou morrendo.

De acordo com o delegado regional de Manhuaçu, Carlos Roberto Souza — que investiga o caso — esses e outros vídeos já estão em posse da polícia. "Tudo está sendo investigado com o rigor exigido", reforça. E acrescenta que mais 17 pessoas serão ouvidas a partir das 17 horas desta terça-feira (13). 

VEJA VÍDEO

 

 

A INVESTIGAÇÃO

Delegado do ES é suspeito de provocar acidente com morte em MG
Delegado do ES é suspeito de provocar acidente com morte em MG
Foto: Portal Manhumirim

O delegado titular de Bom Jesus do Norte, no Espírito Santo, Adhemar Pereira Fully, suspeito de provocar um acidente com morte em Minas Gerais, foi à delegacia de Manhuaçu, cidade mineira, na tarde deste domingo (11).

De acordo com o delegado regional de Manhuaçu, Carlos Roberto Souza, Adhemar Pereira Fully se apresentou espontaneamente e responderá em liberdade. O inquérito policial tem prazo de até 30 dias para ser concluído e os crimes investigados são homicídio culposo na direção de veículo automotor qualificado pela ausência de socorro à vítima, abandono de local de acidente automobilístico e embriaguez ao volante. Ainda de acordo com o delegado regional, o pai de Adhemar Pereira Fully também é investigado por favorecimento pessoal.

Acionada pelo Gazeta Online, a Polícia Civil do Espírito Santo informou que foi comunicada da apresentação espontânea de Adhemar Pereira Fully, na delegacia de Manhuaçu (MG), e que a corregedoria da PC ES já solicitou cópias do inquérito policial que serão anexadas na investigação sumária que foi instaurada para apuração dos fatos no âmbito administrativo.

O CASO

Delegado do ES é suspeito de provocar acidente com morte em MG
Delegado do ES é suspeito de provocar acidente com morte em MG
Foto: Portal Manhumirim

Adhemar Pereira Fully é suspeito de ter provocado um acidente com morte na cidade de Manhumirim, Minas Gerais, neste sábado (10). Segundo testemunhas a  jornais mineiros, Fully teria feito uma ultrapassagem proibida, batendo de frente contra um motociclista e fugido do local. O piloto chegou a ser socorrido, mas morreu horas depois no hospital. A Polícia Civil de Minas Gerais vai comandar a investigação. De acordo com a PC do Espírito Santo, a Corregedoria vai acompanhar as apurações para instauração de um processo administrativo.

VÍDEO FLAGRA ACIDENTE

Imagens de câmeras de segurança da cidade de Manhumirim (MG) mostram o exato momento do acidente que matou o comerciante Fernando José de Oliveira, conhecido como Fernando Batata, na tarde de sábado (10). O vídeo está com a perícia e um laudo deve ficar pronto em 5 dias, segundo o delegado regional de Manhuaçu, Carlo Roberto Souza.

Fernando conduzia uma motocicleta quando foi atingido por um VW Golf, cuja suspeita é de que seria dirigido por Adhemar Pereira Fully, delegado de polícia titular nas cidades capixabas de Apiacá e Bom Jesus do Norte. O acidente ocorreu no momento em que o Golf realizava uma ultrapassagem proibida, batendo de frente contra o motociclista. O veículo foi encontrado pela polícia minutos depois, abandonado em uma rodovia com a frente completamente destruída. 

 

 

TRISTEZA NA CIDADE

Fernando Batata, comerciante morto em acidente em Manhumirim
Fernando Batata, comerciante morto em acidente em Manhumirim
Foto: Facebook

Moradores de Manhumirim contaram à reportagem do Gazeta Online que Fernando Batata era dono de um bar muito frequentado na cidade, e que o comerciante era muito querido. O bar permaneceu fechado durante todo o domingo. "Era para estar lotado, no carnaval muita gente se reúne no bar", contou um morador, que preferiu não se identificar. Fernando Batata já foi candidato ao cargo de vereador no município, nas eleições de 2016. O corpo do comerciante foi sepultado na tarde deste domingo na cidade de Muriaé (MG).  

ATENDIMENTO NO HOSPITAL

Um funcionário do Hospital Padre Júlio Maria, local que prestou os primeiros atendimentos à vítima, revela à reportagem do Gazeta Online que o motociclista chegou com muitos cortes por todo o corpo, em um estado extremamente grave. "Nós fizemos muitas suturas, fizemos o que deu para fazer. A mão, a barriga, a cabeça estavam machucados e havia muito sangramento com possível hemorragia. Tivemos que aspirar sangue da boca mais de uma vez até transferirmos ele para o Hospital César Leite, em Manhuaçu", conta.

Ver comentários