Notícia

Famílias se recusam a sair de casas interditadas em Vitória

Interdições ocorreram após rolamento de pedra, mas famílias se recusam a sair do local

Local de rolamento de pedra no bairro Jesus de Nazareth, em Vitória
Local de rolamento de pedra no bairro Jesus de Nazareth, em Vitória
Foto: Marcelo Pret

Cinco casas foram interditadas pela Defesa Civil no bairro Jesus de Nazareth em Vitória, após o rolamento de um bloco de pedra no início da manhã de quarta-feira (31). O bloco se desprendeu da formação rochosa e parou na canaleta de escoamento da água da chuva. Com o impacto, uma árvore de médio porte foi arrancada pela raiz. Mesmo com a interdição as famílias se recusam a sair das residências.

De acordo com o líder comunitário Isael Moraes dos Santos, o bloco caiu de uma altura de aproximadamente 20 metros, e o barulho assustou os moradores. “Estava chovendo fraco, mas acredito que a raiz da árvore deve ter influenciado na queda da pedra. Ficamos muito assustados com o barulho”, disse.

Isael alerta ainda que o bloco poderia ter atingido as casas. “O impacto foi muito forte. Por sorte que a pedra ficou parada na área de contenção, porque ela poderia ter atingido as casas e causado uma tragédia”, afirma o líder comunitário.

Os moradores das residências interditadas se recusam a deixar o local. Disseram à reportagem que não sabem para onde ir. Na tarde desta quinta-feira (01), assistentes sociais da Prefeitura de Vitória estiveram no local para conversar com as famílias.

VEJA VÍDEO

TRABALHO

Segundo o coordenador da Defesa Civil municipal, Jonathan Jantorno, será solicitada com urgência à Secretaria de Obras da Prefeitura de Vitória a remoção imediata do bloco que rolou e a contenção preventiva de um segundo bloco.

“Fizemos uma análise com engenheiros da prefeitura e chegamos a conclusão que a área precisa passar por intervenção preliminarmente. Vai ser necessário o desmonte do bloco que rolou e a contenção do segundo bloco que está em cima”, disse Jantorno.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, os moradores dos imóveis interditados precisam deixar suas casas imediatamente. “Interditamos cinco imóveis e notificamos um no grau de risco. Esses imóveis precisam ser desocupados. As famílias estão sendo notificadas pelo serviço social da defesa civil para a desocupação imediata devido ao risco de rolamento”, afirmou.

PREFEITURA

Procurada pela reportagem, a Prefeitura de Vitória não informou sobre o prazo para o início da obra. Reforçou, por meio do coordenador municipal da Defesa Civil, Jonathan Jantorno, que será solicitado junto a Secretaria de Obras, a remoção imediata da pedra que rolou e a contenção preventiva da segunda pedra.

 

 

Ver comentários