Notícia

Vídeos mostram os efeitos da chuva no ES

Centro de Vitória foi um dos locais mais atingidos

Escadaria virou cachoeira, diversas ruas ainda estão alagadas e locais que não costumam ter as avenidas tomadas pela água, como o Centro de Vitória, estão cheios. O estacionamento de um supermercado na Avenida Marechal Campos, em Vitória, se transformou em um rio.

Por volta das 10h30 desta segunda (16), a hashtag #ChuvanoES se tornou o 4º assunto mais comentado do Twitter

A previsão é que as chuvas na Grande Vitória devem ficar ainda mais intensas nas próximas horas e só devem estiar a partir de quarta-feira (18). Veja nos vídeos os efeitos da chuva.  

1 - REGIÃO DA COSTA PEREIRA

2 - BAÍA DE VITÓRIA

3 - IFES, EM VITÓRIA

4 - QUADRA DA PIEDADE

5 - EPA DA MARECHAL CAMPOS

6 - AVENIDA LEITÃO DA SILVA

7 - BARCO NA GLÓRIA, EM VILA VELHA

8 - AVENIDA JAIR DE ANDRADE, EM VILA VELHA

9 - CRISTÓVÃO COLOMBO, EM VILA VELHA

10 - VILA GARRIDO, EM VILA VELHA 

11 - VILA RUBIM, EM VITÓRIA

VITÓRIA
Segundo a Prefeitura de Vitória, a Defesa Civil atendeu a 32 chamados de ocorrências na capital, sendo 18 de natureza geológica e 14 por motivos estruturais. Em sete bairros de Vitória, foram registrados deslizamentos de terra em Forte São João, Santa Cecília, Gurigica, Consolação, Bonfim, São Benedito e Fradinhos.

Em três bairros houve rolamento de blocos: Resistência, Cruzamento e São Benedito. Em bairros como Piedade, Gurigica, Estrelinha, Centro e Horto, foram registradas quedas de muros de imóveis. Também houve registro de casa alagada em Ilha de Santa Maria e Inhanguetá.

Também foi registrado deslizamento de terra em frente ao Parque Barreiros, na rodovia Serafim Derenzi, em São Cristóvão.

CARIACICA
Em Cariacica, houve um forte represamento nas regiões de Porto de Santana e Flexal. Ainda em Porto de Santana, duas famílias tiveram que deixar suas residências e foram encaminhadas para casa de parentes. Equipes de manutenção da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) estão desobstruindo a rede de drenagem no bairro.

Houve também queda de muros em Vila Prudêncio, Jardim de Alah, Porto de Cariacica e em Santa Cecília. A Defesa está em alerta e pede que moradores próximos a encostas estejam atentos pois há risco com o solo encharcado. Em caso de emergência, os telefones de emergência são 9 8831-6000, 3346-6111 e 199.

VILA VELHA
Em decorrência das chuvas, a marquise de um prédio de três andares, em Jardim Guadalarara, caiu, mas a área já foi isolada e o proprietário foi orientado a providenciar os reparos. Não houve vítimas. As equipes estão percorrendo os bairros de Sagrada Família, Argolas, Ataíde, Ilha da Conceição, Alvorada e Cavalieri.

A Defesa Civil informa ainda que não há registro de vítimas e nem de desabrigados ou desalojados.

Em função do volume de chuvas de 130 milímetros, a cidade registrou pelo menos doze pontos de alagamentos. Entre eles, a Avenida Santa Leopoldina, em Coqueiral de Itaparica, a Praça de Paul, a Avenida Estudante José Júlio de Souza, A avenida Jerônimo Monteiro, a rotatória em Cobilândia, as vias no entorno do terminal de São Torquato, Avenida Carlos Lindenberg.

SERRA
De acordo com a Prefeitura da Serra, houve queda de uma árvore em Vila Nova de Colares, que não deixou feridos ou danos estruturais. A Defesa Civil segue de prontidão.

Ver comentários