Notícia

GVBus garante circulação do Transcol na Grande Vitória nesta quinta

No sistema municipal de transporte de Vitória e Vila Velha, Setpes assegura circulação de ônibus até domingo (27)

Circulação do Transcol pode ser prejudicada por conta da greve dos caminhoneiros
Circulação do Transcol pode ser prejudicada por conta da greve dos caminhoneiros
Foto: Fernando Madeira

Com a greve dos caminhoneiros, que entra no quarto dia nesta quinta-feira (24), o Espírito Santo já começa a sofrer com a falta de combustíveis. Se o capixaba já sentiu o aumento de preços de alguns produtos, como a gasolina e até o de alguns alimentos, agora, os moradores da Grande Vitória também correm risco de ter a circulação de ônibus prejudicada. Responsável pelo sistema Transcol, a GVBus garantiu a circulação normal dos coletivos nesta quinta-feira (24). No entanto, o funcionamento do transporte público nos próximos dias ainda é uma incógnita.

"Informamos que a operação do Sistema Transcol está mantida hoje (quinta-feira)", diz a nota enviada pelo GVBus. Questionado pela reportagem sobre a circulação dos coletivos nesta sexta-feira (25), o Sindicato das Empresas de Transporte da Grande Vitória afirmou ainda não ter uma resposta sobre o funcionamento do Transcol nos próximos dias.   

Vitória com ônibus garantido até domingo

No sistema municipal de transporte de Vitória e Vila Velha, a situação também não é muito diferente. O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Setpes) garantiu a circulação dos ônibus até o próximo domingo (27) e admitiu que há risco do serviço ser prejudicado caso a greve dos caminhoneiro continue.

Ônibus da linha municipal de Vitória: circulação garantida até domingo
Ônibus da linha municipal de Vitória: circulação garantida até domingo
Foto: Divulgação

"O estoque de combustível das empresas permite a circulação regular dos ônibus até o próximo domingo, dia 27 de maio. Diante disso, há sim o risco de que o serviço seja prejudicado, caso a paralisação nacional dos caminhoneiros continue. O abastecimento dos ônibus se dá através de caminhões contratados pelas empresas para levar o combustível até as garagens, onde os veículos são abastecidos. No entanto, os caminhões não estão saindo do porto", diz nota do Setpes.

Ver comentários