Notícia

Após incêndio, cenário é de destruição em loja no Centro de Vitória

Segundo o Corpo de Bombeiros, três caminhões da corporação foram utilizados no combate às chamas

Celulares, televisores, máquinas de lavar e vários eletrodomésticos destruídos. Esse é o cenário na loja das Casas Bahia, localizada na Avenida Princesa Isabel, no Centro de Vitória, na manhã desta sexta-feira (15), após o incêndio de grandes proporções na noite desta quinta-feira (14).

Na parede da loja só restaram as carcaças das televisões do mostruário, que derreteram com o calor. Segundo o Corpo de Bombeiros, três caminhões da corporação foram utilizados no combate às chamas.

Por volta das 23h30, já não havia mais labaredas, mas os bombeiros continuaram no local para finalizar os trabalhos e extinguir o incêndio que destruiu completamente a loja. O teto do imóvel cedeu e foi possível ver, de cima, o rastro de destruição. Veja vídeo:

CAUSA DO INCÊNDIO

Segundo o major Machado, do Corpo de Bombeiros, a corporação tem até 20 dias para dar o resultado da perícia. "Inicialmente, a gente vai procurar o foco inicial do incêndio, para ver o que deu origem a essa situação que ocorreu aqui ontem. A gente começa fazendo a foto da fachada principal do estabelecimento antes de entrar lá".

ESTRAGOS

Além dos prejuízos no estabelecimento, uma loja de tecidos vizinha está com a parede dos fundos queimada. As defesas civis estadual e municipal estão no local na manhã desta sexta-feira para avaliar os imóveis. O comércio de tecidos foi liberado para abrir aos clientes.

"TRISTEZA"

Motorista de frete José Roberto Soares
Motorista de frete José Roberto Soares
Foto: Eduardo Dias

O motorista José Roberto Soares, que trabalha fazendo entregas para a loja, está desolado com o incêndio. "É um arraso um negócio desse. Muito triste. Muito triste mesmo. As divisórias desmancharam tudo. Tem a amizade que a gente tem com todo mundo: vendedores, gerentes... Fica ruim para todo mundo. É triste ver um negócio desse".

DEPOIMENTOS

Um morador da região informou à reportagem do Gazeta Online que sentiu um cheiro forte de fumaça e, ao olhar pela janela, viu que as chamas já estavam altas. Ele, então, acionou o Corpo de Bombeiros, por volta das 22 horas. 

A dentista Desiree Vargas, de 47 anos, contou que todos os moradores do prédio onde mora deixaram seus apartamentos por conta do medo das chamas. Ainda segundo ela, não é a primeira vez que um incêndio atormenta os moradores do local. 

"Todos os moradores desceram do prédio, seja da ala que fica próximo ao incêndio ou da ala que fica do outro lado. Não é a primeira que algo do tipo acontece. A primeira vez foi com a Casas Pernambucanas há muitos anos. Então, até por isso, todo mundo aqui está com medo. Meu apartamento não foi atingido pela fumaça, pois moro do lado de cá da loja. Mas o medo fica", afirmou.

MAIS VÍDEOS

Ver comentários