Notícia

Pedestre será indenizado após ser atingido por galho de árvore em Vitória

Na ocasião do incidente, em agosto de 2016, o pedestre sofreu um corte na cabeça

Rua Graciano Neves, no Centro de Vitória, onde pedestre foi atingido por galho de árvore
Rua Graciano Neves, no Centro de Vitória, onde pedestre foi atingido por galho de árvore
Foto: Ricardo Medeiros

Um pedestre atingido por um galho de árvore na Rua Graciano Neves, no Centro de Vitória, será indenizado em R$ 4 mil, a título de danos morais, pelo município de Vitória e por uma empresa de coleta de resíduos. Na ocasião do incidente, em agosto de 2016, o pedestre sofreu um corte na cabeça. 

Segundo as informações dos autos, o autor estava caminhando pelo Centro de Vitória, em direção ao Posto de Saúde, quando o galho caiu e provocou o ferimento. O homem alegou que a árvore havia sido podada, uma semana antes do acontecimento, pela empresa de coleta, mas que o galho que caiu foi parcialmente cortado, o que teria posteriormente ocasionado a queda.

Leia também

Em razão do acidente, o cidadão pediu a condenação do município e da empresa terceirizada ao pagamento de indenização, pelos danos morais sofridos.

A juíza da 4ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Municipal, Registros Públicos, Meio Ambiente e Saúde julgou parcialmente procedente o pedido do autor e condenou as requeridas, solidariamente, ao pagamento de indenização, a título de danos morais, no valor de R$ 4 mil.

Com informações do TJES

700 MORADORES ESPERAM PELA PODA DE ÁRVORES

A espera pela poda de uma árvore em Vitória pode demorar um bocado. Desde o ano passado, 701 pedidos estão na fila de espera da central única Fala Vitória que atende pelo telefone 156. Por lá, moradores de toda capital fazem solicitações de serviços.

Dos pedidos feitos neste ano e que ainda aguardam, a poda também é líder, com 866 chamados. Ou seja, há 1.567 em aberto no total.

Ver comentários