Notícia

Preço do seguro de carros pode cair até 10% em Vitória

A queda no número de ocorrências de furtos e roubos de veículos vai influenciar o valor

Cerco Eletrônico na Segunda Ponte, um dos 18 instalados em Vitória.
Cerco Eletrônico na Segunda Ponte, um dos 18 instalados em Vitória.
Foto: Gazeta Online

O preço dos seguros de carros para os moradores de Vitória pode cair até 10% nos próximos meses. A afirmação é do Sindicato dos Corretores de Seguros e de Empresas de Corretoras de Seguros no Estado do Espírito Santo (Sincor-ES). Segundo o vice-presidente da entidade, Nicolau Marino Calabrez, a redução seria provocada por uma queda no número de furtos e roubos de veículos na capital desde o início deste ano.

Segundo a Prefeitura de Vitória, em maio, as ocorrências deste tipo sofreram redução de 21% em comparação a abril deste ano. Considerando de janeiro a abril, a redução foi de 24% em relação ao mesmo período de 2016. A informação foi divulgada em primeira mão pela coluna Leonel Ximenes.

“O Cerco Inteligente de Segurança, implantado na Capital, dificultou a vida dos bandidos que pretendem roubar carros por aqui. Hoje, se cometer um crime como este, ele é facilmente localizado. Essa é a mensagem que queremos passar para os bandidos”, afirmou o secretário Fronzio Calheiras.

Para o Sincor-ES, se o número continuar a cair, em cerca de três meses, a queda entrará nas contas das seguradoras de veículos, que devem baixar os preços dos seguros. “O cálculo do valor é um grande trabalho de estatística que leva em consideração muitas variáveis, entre elas a quantidade de furtos e roubos de veículos”, explicou.

Segundo ele, a queda não será maior pois também entra no cálculo o tipo de veículo, se é mais ou menos visado pelos bandidos, a idade do condutor, entre outras características. 

CÂMERAS

O Cerco Inteligente de Segurança consiste em 18 barreiras espalhadas pelas pontes e principais vias de acesso à cidade que monitoram o fluxo de veículos.

Segundo o secretário, os aparelhos fotografam as placas dos carros que passam e um software cruza essas informações com o banco de dados de veículos roubados e furtados e dá o alerta para as forças de segurança.

“Por conta desse sistema, em pouco mais de um mês recuperamos dez automóveis e cinco carros. As imagens estão também à disposição da Polícia Civil, Federal e do Ministério Público para auxiliar na elucidação de outros crimes”, conclui.

Ver comentários