Notícia

Ortopedia sem previsão de retorno no Hospital Infantil de Vila Velha

Os serviços do setor ortopédico do Hospital Infantil de Vila Velha (Himaba) foram paralisados. Médicos alegam falta de pagamento

O Himaba, conhecido como Hospital Infantil de Vila Velha, teve a gestão terceirizada no fim de 2017
O Himaba, conhecido como Hospital Infantil de Vila Velha, teve a gestão terceirizada no fim de 2017
Foto: Sesa/Divulgação

O setor de ortopedia do Hospital Infantil de Vila Velha (Himaba) amanheceu com os serviços paralisados na manhã desta terça-feira (31) e, em entrevista ao Gazeta Online, a diretora-geral da unidade, Ana Kécia Xavier, informou que o serviço não tem previsão de retorno para funcionamento.

Pais que estiveram no local nesta manhã à procura de atendimento ortopédico para os filhos foram surpreendidos com a paralisação dos médicos - que reclamam de falta de pagamento. A diretora informou que este não é o único motivo da manifestação. "Pela manhã, convocamos uma reunião com a cooperativa de saúde e entramos na discussão do contrato, que ainda não foi assinado porque eles exigem que o hospital contrate mais profissionais do que o necessário", informou.

Leia também

Ana Kécia explicou que os pacientes que chegam à emergência do hospital são encaminhados para um hospital do Centro de Vitória e que os procedimentos cirúrgicos marcados para esta data foram reagendados. "Todos estão trabalhando com empenho para que o serviço não seja desfalcado", explicou a diretora-geral.

A previsão é de que no final da tarde desta terça-feira (31) ainda aconteça uma reunião entre os membros da cooperativa para decidir sobre o funcionamento do setor.

Ver comentários