Notícia

Após campanha, personal retira tumor no cérebro e doa dinheiro de vaquinha

Letícia publicou um vídeo de comemoração e agradecimento na última segunda-feira e contou que está ajudando outras pessoas com o dinheiro que sobrou

Muito obrigada por tudo. Deu tudo certo
Letícia

O agradecimento é da personal trainer Letícia Tavares, 29 anos, que, com a ajuda das pessoas, fez uma cirurgia em São Paulo e retirou um tumor no cérebro. Em junho, o Gazeta Online contou a história da moradora de Vitória que tentava conseguir o valor para o procedimento com vaquinhas e rifas na internet.

Na última segunda-feira (20), ela publicou um vídeo em sua página no Facebook falando da recuperação e de que maneira está usando o dinheiro que sobrou arrecadado para o tratamento dela. Veja trechos do relato.

"SEM VOCÊS, NÃO IRIA CONSEGUIR"

"Eu consegui, com a ajuda de vocês. Quero agradecer todo mundo que me ajudou, com todas as orações, toda ajuda financeira. Sem vocês, eu não iria conseguir. Eu fui para São Paulo. O tumor foi totalmente retirado. É um tumor de baixo grau, grau II, de crescimento lento. Só que foi mudada a cirurgia, foi uma cirurgia mais detalhada, na sala híbrida, sala mais especial. Tiveram vários equipamento diferentes dos que a gente estava pensando que ia ter."

Letícia trabalha como Personal Trainer há 8 anos e sempre sentiu fortes dores de cabeça durante as atividades
Letícia trabalha como Personal Trainer há 8 anos e sempre sentiu fortes dores de cabeça durante as atividades
Foto: @leticiatn | Instagram

SEQUELA

A sequela que ficou não foi uma sequela pra sempre, foi uma sequela provisória, no qual eu tenho que fazer fisioterapia. Comecei fazendo lá em São Paulo uma semana e agora eu tenho que ficar fazendo três vezes por semana aqui em Vitória
Letícia

"Os meus movimentos não foram afetados todos, agora já estão começando a voltar. Estou bem melhor do que antes. Eu quero agradecer toda ajuda, toda ajuda que vocês deram. Ajuda financeira, principalmente. Todo o trabalho que vocês tiveram para fazer essa campanha acontecer, e aconteceu."

VEJA O VÍDEO DE AGRADECIMENTO

DINHEIRO

"Quero dizer também que eu consegui pagar o hospital e o médico. Sobraram R$ 20 mil, no qual eu já comecei a fazer as doações. Doei um valor para uma menina que está com câncer em Alfredo Chaves, também doei para as crianças carentes do Santuário de Bairro de Fátima, também doei para uma criança autista que está precisando muito de ajuda, doei para o Centro de Vivência aqui de Vitória de crianças carentes e ainda vou continuar fazendo as doações para quem precisa e para pessoas doentes, que se encontram com o mesmo problema que o meu."

No final, quero agradecer mais uma vez. Muito obrigada por tudo. Deu tudo certo. Agora é torcer pela recuperação, porque ainda não posso trabalhar. Vou demorar mais uns 30 dias para voltar a trabalhar. Enquanto isso, eu sigo no tratamento psicológico, com medicamento e com as fisioterapias. Mas muito obrigada. Valeu, galera
Letícia

O CASO

Uma simples dor de cabeça virou um pesadelo. Muito ativa, trabalhadora e animada, Letícia Tavares, de 29 anos, descobriu, após muitos exames, que tem um tumor no cérebro. Natural de Linhares e morando em Vitória há 7 anos, Letícia trabalha como personal trainer há 8.

A personal ficou internada por 14 dias e contou que, neste tempo, fez vários exames para saber se a dor estava relacionada a trombose, esclerose ou se até mesmo teria sido um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Depois de muito pesquisar em Vitória, Letícia resolveu fazer o procedimento cirúrgico em São Paulo, onde conseguiu boas referências. "O tumor está num lugar de difícil acesso e os meus movimentos podem ser comprometidos. Tenho medo de sequelas", disse. O custo, infelizmente, é muito alto: cerca de R$ 150 mil", relatou, em junho, ao Gazeta Online.

"Os custos hospitalares e de translado são muito caros. Por conta disso, estamos vendendo uma rifa de uma TV Smart de 32 polegadas para ajudar nos custos. Também fiz uma vaquinha online", explicou Letícia, à época, na reportagem.

Ver comentários