Notícia

Após carta, crianças realizam sonho de conhecer batalhão da PM

Lorenzo é o mais fã da polícia e sempre influencia o primo Pedro nas brincadeiras

Pedro e Lorenzo no 4º Batalhão da Polícia Militar, em Vila Velha
Pedro e Lorenzo no 4º Batalhão da Polícia Militar, em Vila Velha
Foto: Kaique Dias

Duas crianças realizaram o sonho de conhecer o 4º Batalhão da Polícia Militar, em Vila Velha, após mandarem uma carta e sensibilizarem os policiais. Lorenzo Artem, de 8 anos, e Pedro Giordano, de 7, são primos e puderam ver de perto como funciona o trabalho operacional da corporação.

A ideia da cartinha surgiu do Lorenzo, que sempre teve admiração pela Polícia Militar, segundo a mãe dele, a hostess Raiane Artem, de 25 anos. “Desde quando ele era bem pequeno e começou a brincar de carrinho ele via muitos desenhos animados que tinham policiais e criou essa convivência. Tudo o que ele faz é relacionado à polícia”, explica.

A mãe também lembra que há muitos amigos policiais militares próximos à família e um específico fez com que Lorenzo tivesse a vontade de ser PM também. “Ele ia lá para casa fardado e levava os meninos até à viatura para ver como era. Isso despertou ainda mais a vontade do Lorenzo”, relata.

Lorenzo pediu três coisas na cartinha: ganhar uma farda da Polícia Militar e conhecer o 4º Batalhão, em Vila Velha, além da banda da PM. Tudo em companhia do primo, Pedro - que mora perto e convive com ele diariamente. Como o tempo foi curto, eles ganharam uma farda de educação física - com uma camiseta e uma bermuda - e passaram metade do dia no local.

Os primos entraram nas viaturas e puderam acionar o giroflex e as sirenes. Aprenderam como funcionam os grupamentos operacionais e os equipamentos utilizados pelos policiais no batalhão. Ficarão encantados. Para o Pedro era mais na brincadeira, mas Lorenzo levava tudo bem a sério. “Estou muito feliz e alegre. Me sentindo um verdadeiro tenente da PM”, declarou, sorridente. 

VEJA VÍDEO

 

 

Pedro, um ano mais novo que Lorenzo, - com sete anos - sempre está junto nas brincadeiras, influenciado pelo primo. Mas ainda não fala claramente em ser policial. “Eu tento levá-lo para o caminho de ser policial, mas eu nunca consigo”, brinca Lorenzo. “Polícia trabalha todo dia. É cansativo. Vou ser vendedor de batatas”, diz Pedro, ainda com o pensamento brincalhão de criança.

Dentro de casa todos os brinquedos de Lorenzo fazem alguma menção à PM, seja nos bonequinhos do “mini batalhão” ou mesmo nos carrinhos de brinquedo. “Os que não vêm com o brasão da PM ele imprime em casa e coloca. Cada bonequinho tem uma patente no batalhão dele”, detalha a mãe.

Raiane sempre apoia o filho e o sobrinho e acredita que o interesse de Lorenzo é saudável. “A gente usa a brincadeira para conscientização também, onde estão aprendendo as coisas e formando os caráter deles. Acho isso favorável para o crescimento”, pondera.

Pedro e Lorenzo tiveram contato com as viaturas
Pedro e Lorenzo tiveram contato com as viaturas
Foto: Kaique Dias

HOMENAGEM

Os dois meninos participaram de uma homenagem aos policiais militares destaques operacionais do 4º Batalhão, realizada nesta sexta-feira (31). Além de ajudar na entrega dos certificados aos PMs, eles também receberam brinquedos como presentes.

O comandante do 4º Batalhão, tenente-coronel Sebastião Biato - que recebeu a carta e atendeu o pedido dos meninos - acredita que seja importante para a renovação da tropa o interesse pelas crianças e jovens na Polícia Militar.

“É uma gratificação muito grande saber que as crianças gostam do nosso serviço. Hoje em um mundo tão perdido de valores saber que nossos valores despertam a vontade de crianças serem policiais é muito gratificante”, declara.

O comandante explica também que caso alguma outra criança tenha vontade de conhecer o trabalho da Polícia Militar da mesma forma é só procurar alguma companhia ou batalhão e manifestar o interesse. “Estamos de portas abertas. É só nos procurar”, completa.

Ver comentários