Notícia

Peritos iniciam investigação sobre acidente de helicóptero com Hartung

A Aeronáutica enviou dois profissionais para averiguar detalhes sobre a queda da aeronave em Domingos Martins

CENIPA está no local
CENIPA está no local
Foto: Marcelo Prest

A equipe de investigação que vai apurar os detalhes sobre o acidente de helicóptero sofrido pelo governador Paulo Hartung (MDB) e a primeira-dama Cristina Gomes, na tarde desta sexta-feira (10), já iniciou os trabalhos no local do acidente, um campo de futebol dentro de uma fazenda do Estado, pertencente ao Incaper, entre Domingos Martins e Venda Nova do Imigrante.

Participam dois técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa); o major Paolo Quintino de Lima, chefe da Seção de Segurança Operacional da Secretaria da Casa Militar, do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer); um representante do fabricante do helicóptero e um representante da seguradora Segurado.

VEJA DETALHE DA TRAVE

A equipe começou os trabalhos às 16h20, fazendo fotos do local e retirando as vigas de proteção do campo para tentar entrar com o guincho.

HELICÓPTERO É RETIRADO

À TV Gazeta, o coronel Quintino afirmou que o helicóptero foi retirado do local na noite deste sábado. 

CHEGADA DO GUINCHO

A princípio, o helicóptero teria tido "perda total", não podendo mais ser recuperado. Ele é registrado como propriedade da Casa Militar.

A Aeronáutica informou, em nota, que a investigação tem por objetivo prevenir novos acidentes com características semelhantes. Um dos investigadores é piloto de aeronaves e o outro é mecânico.

O Coronel Jefferson Pessoa Silva de Araújo, do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa), explicou que este é o início do processo de investigação. "A primeira etapa a gente denomina ação inicial. É a observação da forma do acidente, identificação da área. Fotografamos todo o local, coletamos alguns indícios, evidências, que vamos utilizar posteriormente. A segunda etapa do processo é a parte de exames e análise, e a terceira é a fase de elaboração de conclusões, e finalmente a divulgação por meio de relatórios". Uma das hipóteses que será avaliada é a de qual é a relação da trave com a ocorrência.

Segundo ele, não há estimativa de prazo para finalizar o processo, pois alguns exames dependem de laboratórios e análises por especialistas. A equipe também conversou com os pilotos, mas não viu necessidade de tomar depoimento do governador e da primeira-dama. 

Com informações de Eduardo Dias

Ver comentários