Notícia

Seis denunciados por fuga de detentos de presídio de Colatina

Ex-inspetor penitenciário recebeu R$ 4 mil de familiares para facilitar a fuga de dois presidiários. Ele foi preso na última segunda-feira

Ex-agente penitenciário foi preso na manhã desta segunda-feira
Ex-agente penitenciário foi preso na manhã desta segunda-feira
Foto: Divulgação

Seis pessoas foram denunciadas pela facilitação da fuga de dois detentos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Colatina, na Região Noroeste do Espírito Santo. O documento aponta que o ex-inspetor prisional, Luiz Claudio de Souza recebeu R$ 4 mil dos familiares dos presos para garantir a liberdade deles.

Luiz Claudio foi preso na segunda-feira (06), durante a realização de operação denominada "O Facilitador", conduzida pela Promotoria Criminal de Colatina, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) Central. A ordem de prisão foi da 3ª Vara Criminal da cidade.

Segundo as investigações, no dia 20 de janeiro deste ano, Fábio Rocha Anésio e Wanderson Gomes fugiram quando realizavam serviços de limpeza em área externa do CDP. Segundo a denúncia da Promotoria Criminal de Colatina, foi Luiz Claudio que retirou os detentos de suas celas, sem estar autorizado para tal função. "Não falou do fato ao superior hierárquico e nem tampouco solicitou apoio armado para a movimentação, denotando premeditação na conduta praticada", diz o texto da denúncia.

A denúncia aponta ainda que o ex-inspetor penitenciário adotava conduta incompatível com a função que exercia por manter "estreito relacionamento com os detentos e seus familiares e se valia deste vínculo para realizar pequenos favores, "como a troca de mensagens e recados, utilizando-se desse modo para obter vantagens indevidas", relata a denúncia.

FUGA

As investigações apontaram que os presos trabalhavam próximo ao portão de saída da unidade e fugiram quando o portão precisou ser aberto para um carro que estava saindo do CDP. Os investigadores também verificaram que um outro carro esperava pelos presos do lado de fora do Centro de Detenção.

Um vídeo obtido pela Promotoria Criminal de Colatina mostra o momento da fuga. Do lado esquerdo superior, é possível ver os detentos fugindo e, logo depois, uma carro passa na estrada e os leva. Nos instantes seguintes há uma ação de agentes penitenciários que perceberam a fuga. Deixaram o presídio Fábio Rocha Anésio e Wanderson Gomes, que ainda estão foragidos.

ESQUEMA

Segundo a denúncia, Luiz Claudio foi contactado pela mãe de Wanderson, Maria Nazareth Gomes Caetano. Ela pagou ao ex-inspetor um total de R$ 3 mil pela fuga do filho. No caso do detento Fábio, foi a esposa dele, Sandra Regina Tavares dos Santos, que pagou o valor de R$ 1 mil pela fuga. O dinheiro foi entregue por Flávia Rocha Anésio, iemã de Fábio.

O ex-agente preso, atuava por contrato temporário e foi exonerado pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) logo após os fatos. Os dois fugitivos continuam sendo procurados e ainda não foram localizados.

Na Justiça Luiz Claudio vai responder pela prática dos delitos de facilitação de fuga de preso (art. 351 do Código Penal-CP) e de corrupção passiva (art. 317 do CP) pelo então inspetor prisional. Os demais vão responder por oferecer vantagem ilícita a funcionário público (art.333 do CP).

Denúncia sobre os presos Fábio Rocha Anésio e Wanderson Gomes, que ainda estão foragidos, podem ser feitas ao Disque Denúncia 181.

Ver comentários