Notícia

UVV vai abrir novo campus em Vitória

Universidade vai ocupar um prédio de 14 andares, onde vai oferecer serviços à comunidade

Terreno onde será construído o prédio que vai abrigar a UVV fica na Enseada
Terreno onde será construído o prédio que vai abrigar a UVV fica na Enseada
Foto: GOOGLE EARTH/REPRODUÇÃO

O segmento de educação superior é um dos que mais tem atraído investimentos privados. Isso porque é um setor que teve forte crescimento na última década no país. Entre 2006 e 2016, o número de matrículas na educação superior no país cresceu 62,8%, uma média anual de 5%, segundo dados do Inep. Dos quase 3 milhões de alunos que ingressaram em cursos de graduação em 2016, 82,3% estavam em instituições privadas.

Apostando na força do setor, a Universidade Vila Velha (UVV) vai abrir um novo campus na Enseada do Suá, em Vitória, revela o diretor de marketing da UVV, Celso Guerra. Segundo ele, a instituição ficará no empreendimento Highline, próximo ao Tribunal de Contas do Estado e vai ocupar uma torre inteira. A obra já começou e a previsão de entrega é para 2020.

Leia também

“São 14 andares de um prédio dedicado ao projeto da universidade. A UVV é a primeira universidade privada do Espírito Santo, e isso nos dá um ânimo muito grande. Neste semestre, nós estamos oferecendo 84 cursos entre graduação, pós-graduação latu sensu, mestrado, doutorado e ensino à distância, que é um crescimento muito expressivo em relação ao nosso passado recente”, destaca Guerra.

No prédio, a UVV também vai oferecer serviços médicos e de odontologia, fonoaudiologia, nutrição e psicologia, além de um espaço destinado a negócios corporativos, como treinamentos e cursos.

A universidade ainda vai inaugurar, no último quadrimestre deste ano, cinco polos de ensino à distância na Serra e em Aracruz, Linhares, São Mateus e Conceição da Barra.

A implantação do novo campus se dá em uma região que só tende a se valorizar, explica o vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Aristóteles Passos Costa Neto. Com o arremate do terreno do Banco do Brasil, a Enseada do Suá vai ganhar também um novo condomínio residencial e comercial.

“Aquela região já é de grande valorização há algum tempo, é uma região onde que vem sendo desenvolvidos empreendimentos de alto padrão, principalmente comerciais. Agora, as empresas estão introduzindo imóveis residenciais na região, para promover uma ocupação diferenciada, com circulação de mais pessoas. Além disso, tem uma localização central”, diz.

Ver comentários