Notícia

Autoescolas envolvidas em fraude serão descredenciadas pelo Detran-ES

Empresas são investigadas de terem fraudado sistema de telemetria do Detran-ES. Segundo órgão, oito autoescolas já passam por processo administrativo

Romeu Scheibe Neto, diretor do Detran-ES, fala sobre punições
Romeu Scheibe Neto, diretor do Detran-ES, fala sobre punições
Foto: André Rodrigues

Após a reportagem da TV Gazeta denunciar na última quinta-feira (27) uma fraude que visa burlar o sistema de telemetria do Detran-ES, as autoescolas envolvidas no esquema serão descredenciadas do órgão. Esse sistema obriga as autoescolas a terem em seus veículos câmeras para vigiar cada etapa da prova prática para obter a carteira de motorista.

O Detran-ES afirma que, até o momento, após a Polícia Civil iniciar as apurações para identificar as autoescolas que teriam agido de má fé ao longo do processo, oito Centros de Formação de Condutores (CFCs) já foram notificados e devem perder suas certidões de credenciamento com o órgão que necessitam possuir para seguir em funcionamento regular. 

Sistema de telemetria do Detran-ES vem sendo burlado
Sistema de telemetria do Detran-ES vem sendo burlado
Foto: Reprodução/TV Gazeta

Segundo o diretor do Detran-ES, Romeu Scheibe Neto, autoescolas localizadas em Vargem Alta, Vila Velha, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica e Serra já passam por processo administrativo, que são apurados pela Corregedoria do Detran-ES, e devem ser descredenciados o quanto antes, uma vez que o Detran-ES classifica os processos como sendo prioritários. Os prazos para desvinculação dessas autoescolas não foram revelados.

"Esses CFCs que estão com processo administrativo em aberto, que estão com a corregedoria, vão responder pelos crimes o quanto antes. Muito provavelmente vamos encaminhar essas autoescolas para um descredenciamento cautelar, o que impossibilitará que esses locais trabalhem dentro da área. E já estamos encaminhando para fazer o descredenciamento o quanto antes, já que a fraude é muito grave e precisamos de soluções imediatas", comentou o diretor. 

Autoescolas serão punidas caso tenham envolvimento com fraude
Autoescolas serão punidas caso tenham envolvimento com fraude
Foto: Reprodução | Internet

As empresas descredenciadas estão impedidas de fazer matrículas e oferecer aulas para os alunos. Além disso, todas as autoescolas que forem identificadas como uma das envolvidas da fraude ficarão impedidas de atuar por cinco anos. O diretor do Detran-ES informou que, em paralelo com o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Polícia Civil, equipes de fiscalização do órgão também vão acompanhar as movimentações das autoescolas com o objetivo de colher novas provas. 

“Precisamos mostrar que temos eficiência nas apurações e que temos que dar um basta na fraude. E, acreditamos que descredenciando essas empresas fraudulentas vamos deixar claro para outras empresas que quem cometer fraudes está sujeito a muitos prejuízos. Esse é o nosso planejamento”, pontuou Romeu Scheibe Neto.

Levando em consideração que muitas autoescolas podem acabar sendo descredenciadas ao longo do processo, o diretor do Detran-ES alerta que, as pessoas que pretendem tirar carteira de motorista, pode acessar o site do órgão para identificar as autoescolas regularizadas.

Ainda segundo o diretor, as autoescolas que atuam no Espírito Santo precisam atender a uma série de normas e procedimentos determinados pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e pelo próprio Detran-ES.

“Temos nos empenhado para que os culpados sejam responsabilizados. E vamos conseguir isso. Contudo, as pessoas também precisam estar atentas e desconfiar sempre. Por exemplo, em determinadas ocasiões a autoescola oferece um valor bem abaixo do que as outras oferecem, então, isso pode ser um sinal de fraude. O site do Detran pode ajudar essas pessoas a não caírem em golpe”, concluiu.

Ver comentários