Notícia

Ex-atleta é salvo de bala perdida no peito por celular na Praia da Costa

Ao retirar o celular do bolso, Jair percebeu que o aparelho estava com a tela quebrada, quando também caiu o projétil de uma bala de calibre 22 no chão

Jair Gomes foi salvo pelo celular (em destaque) que parou a trajetória da bala
Jair Gomes foi salvo pelo celular (em destaque) que parou a trajetória da bala
Foto: Fernando Madeira/Arquivo/Divulgação

O empresário e ex-levantador de peso Jair Gomes, de 42 anos, considerado na década de 2000 um dos homens mais fortes do mundo, foi salvo de um tiro no peito por um celular, em Vila Velha. Ele caminhava com seus cachorros ouvindo música quando sentiu o impacto no peito. O aparelho estava no bolso esquerdo da camisa. 

O caso aconteceu na tarde do último sábado (8). Carioca, Jair mora há 13 anos na Praia da Costa, perto da entrada principal do Morro do Moreno. O empresário saiu de casa por volta de 16 horas com os cães. Às 17 horas ele passava por uma rua embaixo da Terceira Ponte quando sentiu um impacto no peito.

Leia também

“Eu estava ouvindo música com os fones de ouvido e já estava quase anoitecendo. Normalmente eu deixo o celular no bolso da calça ou da bermuda, mas nesse dia em específico eu estava com uma camisa com bolso no lado esquerdo. Eu senti um impacto como se fosse um pedrada”, relatou.

Ao retirar o smartphone do bolso, Jair percebeu que o aparelho estava com a tela quebrada, quando também caiu o projétil de uma bala de calibre 22 no chão. “O smartphone eu tinha comprado exatamente pela resistência que tem, em caso de queda. Ele aguenta até marretada e parou uma bala que iria para o meu peito”, lembrou.

O empresário contou que sempre caminha pelo local com os cães, por ser próximo de uma área militar - que tem acesso restrito por ser próximo ao 38º Batalhão de Infantaria do Exército. No entanto, ele já ouviu relatos de caça ilegal na região de mata que fica próxima à entrada do Morro do Moreno.

Jair não chegou a ir à polícia e ainda aguarda a opinião de amigos advogados para saber o que fazer. “Um amigo meu que é advogado tinha uma festa sábado à noite e eu fui e conversei com ele. Ele ficou aterrorizado, mas ainda estamos vendo o que é melhor fazer”, disse.

O empresário e ex-atleta também trabalhava em uma ONG de proteção aos animais. Além dos dois animais que tem em casa, ele cuida de outros 30 que foram resgatados das ruas.

NOVA CHANCE

O empresário Jair Gomes acredita que tenha tido uma nova chance e nem se importa de onde partiu o disparo
O empresário Jair Gomes acredita que tenha tido uma nova chance e nem se importa de onde partiu o disparo
Foto: Vitor Jubini

Jair tem muito o que agradecer após ser salvo pelo celular. Isso porque há quatro anos ele foi diagnosticado com um tumor no cérebro. Apesar de não precisar de cirurgia, ele foi medicado durante dois anos e acabou curado da doença.

O empresário acredita que tenha tido uma nova chance e nem se importa de onde partiu o disparo. “Isso não foi coincidência. Nasci e fui curado do câncer e agora aconteceu isso, justamente na semana do aniversário da minha mãe e uma semana antes do meu aniversário. Isso mudou totalmente minha vida e estou pouco me lixando para quem fez”, acrescentou.

O ex-atleta acredita que, em poucos instantes, poderia ter perdido a vida. “A vida passa muito rápido e de uma hora para outra você pode atravessar a rua e ser atropelado ou levar um tiro. E aí, o que você fez? Como as pessoas vão lembrar de você? A gente precisa trabalhar, mas temos que curtir a vida também”, finalizou.

ESPORTISTA

Jair Gomes chegou a puxar até 30 toneladas em eventos esportivos de levantamento de peso - duas carretas de uma só vez. Em algumas competições ele relatou que levantou uma caminhonete com 18 pessoas em cima. “Pensando agora eu vejo que era uma loucura”, disse ao Gazeta Online no ano passado.

O empresário continua treinando em academias e levantando peso, mas agora apenas como hobby. 

Ver comentários