Notícia

Hospital Geral de Linhares vai passar para gestão do governo do ES

Atualmente sob a gestão municipal, a promessa é de que a unidade tenha maior número de leitos para desafogar hospitais da Grande Vitória

Fachada do Hospital Geral de Linhares (HGL) que sairá da gestão municipal para administração do governo do ES
Fachada do Hospital Geral de Linhares (HGL) que sairá da gestão municipal para administração do governo do ES
Foto: Amabily Caliman | Arquivo | GZ

O Hospital Geral de Linhares (HGL), na região Norte do Espírito Santo, vai passar por um processo de estadualização. Com isso, a gestão da unidade deixará de ser do município para ser de responsabilidade do Governo do Estado. Segundo o secretário de Estado da Saúde Pública, Ricardo de Oliveira, o pedido de transferência de gestão foi do próprio prefeito da cidade, Guerino Zanon. "Há dois anos existe essa conversa. Hoje o custo do hospital é de R$ 28 milhões por ano. Pesa muito no orçamento de Linhares. É uma valor muito alto para qualquer município", explicou. 

Atualmente, na gestão municipal, o HGL possui 90 leitos, pronto-socorro 24 horas com média de 20 mil atendimentos por mês, sendo 250 mil por ano. Com a mudança, o Estado pretende ampliar o número de leitos para 152, sendo cinco deles na Unidade de Terapia Intensiva para adultos.

> Direito à saúde não pode mais esperar na fila

O objetivo, de acordo com o Governo, é regionalizar o atendimento à saúde, desafogando os serviços da Região Metropolitana e reduzindo o deslocamento de pacientes da região Norte para a Grande Vitória. "Queremos permitir que as pessoas sejam atendidas perto de casa, que não precisem se deslocar tanto para a Região Metropolitana", afirmou o secretário.

De acordo com a proposta, o HGL, em conjunto com o Hospital Rio Doce, também da região, serão integrados gradualmente como suporte hospitalar das linhas de cuidado implantadas na unidade da Rede Cuidar, que será inaugurada este ano na cidade de Linhares. 

A promessa é de aumentar a oferta de consultas e exames, reduzindo o tempo de espera. De acordo com o governo, as mudanças seriam capazes de resolver até 95% dos problemas de saúde da população na região. 

152 leitos

Número de leitos previstos com o processo de estadualização do HGL. Unidade tem atualmente 92 leitos

De acordo com estudos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesa), a estadualização do HGL vai fazer do hospital um dos principais serviços de urgência e emergência da região nas áreas de traumato-ortopedia, clínica médica e cirurgia geral.

> Mais pobres são os mais insatisfeitos com a saúde pública do ES

INVESTIMENTOS

A Secretaria de Saúde afirmou que mudanças estruturais deverão ser feitas para que o hospital atenda com capacidade total, no entanto não precisou quanto deverá ser investido no local. "Saberemos o valor uma vez que começarmos efetivamente a gerir o hospital", disse Ricardo de Oliveira.

Para que a mudança ocorra oficialmente, ainda é preciso que a Câmara de Vereadores de Linhares vote favoravelmente à transição. "Aprovando na Câmara, vamos assumir o gerenciamento do HGL. Depois vai restar apenas alguns trâmites burocráticos que devem durar, no máximo, seis meses", explicou. 

O início desse processo foi formalizado na tarde desta terça-feira (11), em uma reunião entre o governador do Estado, Paulo Hartung, o secretário de Estado da Saúde Pública, Ricardo de Oliveira e o prefeito de Linhares, Guerino Zanon.

Ver comentários